ITÁLIA

Berlusconi vende ações da Mediaset

18/04/2005 na edição 325

Após o péssimo desempenho de sua coalizão centro-direitista nas eleições regionais, o primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, resolveu vender parte das ações da Mediaset, maior rede privada de TV do país, controlada por sua família. O banqueiro Francesco Cardinali, do JP Morgan, que acompanha a transação, disse à Reuters [13/4/05] que enxerga na medida clara motivação política. A holding da família Berlusconi, Fininvest, que possui pouco mais da metade dos papéis da Mediaset, venderá 17%, mas continuará controlando a companhia.

Assim, na prática, pouco muda no cenário dos meios de comunicação do país, pois o primeiro-ministro segue dono de 90% da televisão italiana, por sua fatia majoritária na Mediaset e pela influência política que exerce na estatal RAI. Com três canais nacionais, sua rede de TV tem metade da audiência nacional e registrou lucro de 500 milhões de euros em 2004. A AP [13/04/05] informa que o dinheiro arrecadado com a venda das ações poderá ser usado numa expansão internacional da companhia – a Turquia e o Leste Europeu seriam possíveis alvos. A coalizão de Berlusconi perdeu em 11 das 13 regiões italianas.

ATENÇÃO: Será necessário validar a publicação do seu comentário clicando no link enviado em seguida ao endereço de e-mail que você informou. Só as mensagens autorizadas serão publicadas. Este procedimento será feito apenas uma vez para cada endereço de e-mail utilizado.

Nome   Sobrenome
 
     
E-mail   Profissão
 
     
Cidade   Estado
 
     
Comentário    

1400
   
Preencha o campo abaixo com os caracteres da imagem para confirmar seu comentário, depois clique em enviar.
Recarregar imagem
   
   



Este é um espaço de diálogo e troca de conhecimentos que estimula a diversidade e a pluralidade de ideias e de pontos de vista. Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime. Os comentários devem ser pertinentes ao tema da matéria e aos debates que naturalmente surgirem. Mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas - e os comentaristas que habitualmente as transgredirem poderão ter interrompido seu acesso a este fórum.

 

Nenhum comentário.