BRAÇOS DO GIGANTE

Google monta base em Minas Gerais

Por Thiago Romero em 01/08/2005 na edição 340

Uma empresa brasileira, criada por um grupo de docentes do departamento de Ciência da Computação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), irá se tornar o maior e o primeiro centro de pesquisa e desenvolvimento (P&D) da Google Inc. na América Latina.

A mineira Akwan Information Technologies, que possui sede em Belo Horizonte (MG) e também é especializada em tecnologias de busca, foi vendida para a Google na semana passada por um valor não divulgado. Com a negociação, a empresa norte-americana pretende aumentar sua atuação no continente com a criação de novas tecnologias de ponta e a admissão de mão-de-obra qualificada.

"As negociações permitem que a empresa norte-americana incorpore todos os engenheiros e as tecnologias de busca desenvolvidas pela Akwan", disse Nívio Ziviani, um dos fundadores da empresa mineira, à Agência FAPESP. Os outros dois criadores do grupo brasileiro são Alberto Laender e Berthier Ribeiro Neto. Caberá a Ribeiro Neto a direção executiva do centro de pesquisa brasileiro.

"A intenção é formar um grande laboratório em Belo Horizonte que irá desenvolver ferramentas de busca voltadas principalmente para os países latino-americanos", disse Ziviani. Segundo ele, os pesquisadores locais também poderão criar aplicações para usuários do sistema Google em todo o mundo, levando em conta os diferentes aspectos envolvidos com as tecnologias de busca, como concepção, pesquisa, desenvolvimento e implementação.

Desde 2000, a empresa brasileira fornece serviços para diferentes clientes em todo o Brasil, como UOL, iG, Editora Abril e Bovespa, além de ser responsável pelo site de busca Todobr.com. "A Akwan detém 25% do mercado de busca no Brasil e a meta é aumentar ainda mais", disse.

A Google também possui centros de pesquisas semelhantes em Tóquio (Japão), Zurique (Suíça), Bangalore (Índia), Nova York e Mountain View (Estados Unidos). Com a criação da filial brasileira, a expectativa é que sejam gerados novos empregos com as contratações de técnicos brasileiros. As vagas disponíveis serão divulgadas no site www.google.com.br/jobs.

"Tipicamente os centros internacionais têm uma meta de contratação que inclui 200 pessoas. Creio que o centro de pesquisa brasileiro não será muito diferente", prevê Ziviani.

***

Repórter da Agência Fapesp

ATENÇÃO: Será necessário validar a publicação do seu comentário clicando no link enviado em seguida ao endereço de e-mail que você informou. Só as mensagens autorizadas serão publicadas. Este procedimento será feito apenas uma vez para cada endereço de e-mail utilizado.

Nome   Sobrenome
 
     
E-mail   Profissão
 
     
Cidade   Estado
 
     
Comentário    

1400
   
Preencha o campo abaixo com os caracteres da imagem para confirmar seu comentário, depois clique em enviar.
Recarregar imagem
   
   



Este é um espaço de diálogo e troca de conhecimentos que estimula a diversidade e a pluralidade de ideias e de pontos de vista. Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime. Os comentários devem ser pertinentes ao tema da matéria e aos debates que naturalmente surgirem. Mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas - e os comentaristas que habitualmente as transgredirem poderão ter interrompido seu acesso a este fórum.

 

Nenhum comentário.

Thiago Romero

PROJETO KYATERA

Conhecimento interligado em alta velocidade

Thiago Romero | Edição nº 558 | 06/10/2009 | 0 comentários

SALA DE AULA

Manual para ensino no superior

Thiago Romero | Edição nº 500 | 26/08/2008 | 0 comentários

NOVA FERRAMENTA

YouTube acadêmico

Thiago Romero | Edição nº 444 | 31/07/2007 | 0 comentários

INTEGRAÇÃO CONTINENTAL

Uma biblioteca virtual para a América Latina

Thiago Romero | Edição nº 440 | 03/07/2007 | 0 comentários

INFORMAÇÃO EM SOCIEDADE

O retrato da exclusão digital

Thiago Romero | Edição nº 435 | 29/05/2007 | 0 comentários

Ver todos os textos desse autor