Saturday, 22 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1293

Edição: 866

É vergonhoso ser cotista na universidade?

Alexandre Garcia vive no passado da ditadura, de onde converge a base de todos os seus comentários na TV Globo. E só mesmo quem foi assessor de comunicação de um ditador pode reagir contra a política de cotas. Não que as cotas não possam ser questionadas, mas há, no comentário deste jornalista, um peremptório cunho […]

Interesse público ou interesse do público

Um fato curioso ocorreu na imprensa portuguesa e incentiva uma importante reflexão da mídia brasileira no momento que o país sedia mais um mega evento esportivo. Pedro Santana Lopes, ex-primeiro-ministro de Portugal, estava dando entrevista ao vivo no estúdio do canal privado português SIC Notícias. Ele comentava as eleições do país no momento em que […]

Ilha de excelência no meio da pobreza

Cocal dos Alves é um município piauiense localizado a 260 km de Teresina. Está entre os trinta municípios com o pior Índice de Desenvolvimento Humano do país. Em meio à pobreza e ao calor desértico de um município de pouco mais de seis mil habitantes, surge a escola Augustinho Brandão, recordista em medalhas na Olimpíada […]

Grandes plataformas ameaçam jornalismo local

Josh Benton, o editor chefe da revista digital Nieman Journalism Lab acaba de publicar um texto no qual se mostra pessimista sobre o futuro dos projetos jornalísticos voltados para a cobertura local. O artigo, recomendado por Carlos Eduardo Lins da Silva, atribui às grandes plataformas de distribuição de conteúdos na internet a razão pela qual […]

O preço do sucesso

A enciclopédia virtual Wikipedia, criada há 14 anos, está enfrentando uma série de problemas decorrentes do fato de ser uma das 10 páginas vai visitadas da Internet. Uma reportagem do jornal inglês Financial Times afirma que a Wikipédia está tendo dificuldades cada vez maiores para manter a sua independência editorial, isenção informativa e evitar a […]

A estratégia da precisão falaciosa

O recorte quase cirúrgico da reportagem exibida pelo telejornal Bom Dia, São Paulo em 28/08/2015 [http://goo.gl/ZIW2Nt], sobre o cancelamento de cirurgias de catarata por falta de verbas no Hospital das Clínicas de São Paulo, não remete, propriamente, à precisão jornalística – não que tenha sido malfeita e leviana ou que não tenha seguido os pressupostos […]

Do Comando Vermelho aos Templários Mexicanos

Quando se vê o atual descalabro da violência criminosa e policial em todo o país, junto com a corrupção e perda de autoridade do Estado, valeria uma atenção ao que falou o escritor e jornalista britânico Ioan Grillo, na última Feira Literária de Paraty – Flip deste ano. “Jornalistas e acadêmicos”, disse, ”não sabem tratar […]

O jornalismo que não vê e se omite

O Brasil ficou chocado com os 84 segundos de imagens em preto e branco que assistiu nos principais telejornais do país na sexta-feira, 28 de agosto. Mostravam as cenas violentas de um assalto à luz do dia numa avenida movimentada de São Bernardo do Campo, SP, quando o ladrão esmurra o vidro de um carro, […]

Distorção eurocentrista no noticiário

Uma das formas pelas quais a comunicação midiática – e, neste caso em específico, o jornalismo – pode ajudar nos avanços sociais se encontra na possibilidade de criação de empatia. A atitude de, idealmente, “colocar-se no lugar do outro” ao ser afetado por uma notícia é um dos mais nobres efeitos que a produção jornalística […]

Crianças e guerras

Fantasias pueris, insensatas — guerras são travadas por crianças que se imaginam adultos e invulneráveis. Morrem estupidamente nos campos de batalha ou são afogadas em praias rasas, tépidas e sossegadas, iludidas pelo fim do tiroteio. Quando sobrevivem esquecem o horror para, de novo, envergar uniformes. A foto do menininho sírio Aylan Kurdi carregado pelo policial […]

Empresas perdem sentido e os jornalistas, seus empregos

Antes de tudo, minha solidariedade às centenas de profissionais demitidos pelas empresas convencionais de comunicação. E, se isso ajudar de alguma forma, saibam que suas demissões pouco têm a ver com as razões apresentadas pelo patronato. Nada de queda de faturamento, concorrência com a internet, diminuição do número de anunciantes e leitores etc etc A […]

O jornalismo precisa (cada vez mais) ser investigativo

No ano de 1996, o inspirador Gabriel García Márquez divulgou ao mundo, na 52ª Assembleia da Sociedade Interamericana de Prensa (SIP), um de seus mais lindos textos, que tem como título “A melhor profissão do mundo” e discute o jornalismo de maneira única. O texto tem vários pontos que merecem ser abordados, mas um deles, […]

Clube força jornal a demitir jornalista

A péssima campanha que o Cruzeiro Esporte Clube realiza no Campeonato Brasileiro deste ano ressuscitou uma prática corriqueira durante a ditadura militar no Brasil: perseguição política a jornalistas que tecem críticas aos desmandos da gestão do presidente Gilvan de Pinho Tavares. A interferência do clube no dia-a-dia de jornais fez uma vítima recente no jornal […]

Periscope: o aplicativo do agora

Lançado em março deste ano, o aplicativo Periscope tem conquistado vários profissionais e usuários em todo mundo. Somente nos quatro primeiros meses de atuação, a nova ferramenta, que primeiramente foi disponibilizada para os usuários que utilizavam o sistema Android, teve mais de dez milhões de downloads. Ela oferece ao usuário a oportunidade de fazer transmissões […]

Você gostaria de ser um meme?

Para começar, duas perguntas. A primeira: você venderia sua alma ao diabo? É uma provocação, obviamente – mas creio que, mentalmente, todo leitor deste texto tenha respondido, de pronto, que não. Afinal, todos nós temos com mais ou menos clareza uma lista de valores aos quais nos associamos e – ao menos em teoria – […]

A hecatombe silenciosa

O “Globo” escolheu matar-se dias depois – 34 para sermos exatos – do 90º aniversário. Efemérides não se discutem. Muito menos a forma de lembrá-las. O carro-chefe do Grupo Globo tomou sua cicuta – abriu as veias, enforcou-se ou ateou fogo às vestes — em rigoroso silêncio, entre quatro paredes, sem pronunciar uma única palavra. […]