Sunday, 21 de July de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1297

Jornalista voltará ao ‘60 Minutes’ após afastamento por erro em reportagem

Lara Logan e Max McClellan, correspondente e produtor do 60 Minutes, respectivamente, devem retornar ao programa da CBS no ano que vem. Os dois estão afastados desde novembro pelo que teria sido, segundo o produtor-executivo Jeff Fager, o “maior erro já cometido” nos 45 anos do programa. Lara e McClellan, que tinham projetos ainda por terminar quando se ausentaram, já começaram a produzir novas reportagens. Segundo o porta-voz do 60 Minutes, Kevin Tedesco, ainda não há data definida para o retorno dos profissionais.

Eles foram suspensos depois que descobriu-se que informações exibidas em uma matéria de 27/10 sobre o ataque terrorista ao complexo diplomático americano em Benghazi, na Líbia, eram falsas. Na reportagem, Lara entrevistou Dylan Davies, um profissional de segurança que disse ter testemunhado o episódio que matou o embaixador Christopher Stevens e três outros americanos em setembro de 2012. Davies, que treinou guardas de segurança para o Departamento de Estado dos EUA, disse que escalou uma parede naquela noite, bateu em um terrorista com seu rifle até ele ficar desacordado e viu Stevens morto no hospital.

Contradições

Quatro dias depois da exibição do programa, entretanto, o Washington Post relatou que Davies teria contado a alguém de sua equipe que não estava em Benghazi na noite do ataque, o que contradizia a matéria do 60 Minutes. Essa mesma informação havia sido incluída em uma biografia de Davies publicada por uma editora que é subsidiária da CBS, o que não foi mencionado na reportagem.

Dias depois, o programa debateu a questão, mas Fager alegou que Davies havia lhe garantido que estava em Benghazi na noite do ataque e que a informação divulgada pelo Post não era precisa. No dia 6/11, Fager ainda manteve a defesa, mas no dia seguinte o New York Times revelou que Davies havia contado ao FBI que não esteve no complexo americano em Benghazi, diferente do que havia dito a Lara Logan na entrevista.

Lara desculpou-se ao vivo pelo erro, mas, após críticas internas e públicas, foi afastada junto com seu produtor. No começo do mês, Fager reuniu-se com a equipe da emissora e defendeu a jornalista, alegando que ele, como produtor-executivo, falhou por não ter captado o erro.

 

Leia também

CBS afasta Lara Logan após erro no ‘60 Minutes’

CBS News reconhece erro em reportagem sobre atentado na Líbia