Sunday, 25 de February de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1276

Domésticas e jornalistas

Numa escala de zero a dez, o jornalista recebeu nota 7,6 em pesquisa feita pelo Ipesp que procurou medir o conceito que o brasileiro tem em relação a algumas categorias profissionais.

Confesso que fiquei surpreso. Esperava uma nota menor. O Radar já tinha publicado, em 1994, uma pesquisa do Vox Populi mostrando que 33% dos brasileiros “confiavam sempre” nas empregadas domésticas, contra apenas 28% dos que depositavam sua confiança nas mãos dos jornalistas. (Nada contra, naturalmente, as 4,6 milhões de domésticas brasileiras – uma profissão quase residual nos países civilizados.)

As causas de um certo desamor do brasileiro pela nossa profissão são muito debatidas. Eu prefiro encontrar uma virtude nessa rejeição. É bom que o leitor exercite sempre sua desconfiança sobre tudo o que lê. É uma maneira de não ser uma maria-vai-com-as-outras e de agir por conta própria.

(*) Responsável pela coluna Radar, de Veja