Tuesday, 21 de May de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1288

Artigos de Eugênio Bucci

Bisbilhotices, grampos e sigilo da fonte

A idéia de punir jornalistas que publiquem transcrições de grampos ilegais constitui, sim, uma séria ameaça à liberdade de imprensa. Essa ameaça está no projeto de lei enviado pelo governo no mês passado à Câmara dos Deputados, que modifica o artigo 151 do Código Penal e prevê reclusão de dois a quatro anos, além de […]


A justificativa conspiratória e o caso do Iraque

Entre todas, a pior justificativa para a criação ou o fortalecimento de instituições de comunicação pública ou de ações governamentais de comunicação é a de natureza conspiratória. Em síntese, ela consiste em afirmar que a comunicação social é uma guerra permanente. Pior: é um prolongamento da guerra da verdade. Segundo seus fanáticos, os jornais e […]


Jornalistas e sua formação

Na quarta-feira da semana passada houve um ato público na Praça dos Três Poderes, em Brasília. Está no site do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo: ‘Mais de duzentas pessoas, entre dirigentes sindicais, profissionais, professores e estudantes de jornalismo de todo o País, participaram hoje (17/9), em Brasília, de um ato público em defesa da […]


Existe uma ética na comunicação governamental?

‘A comunicação de um governo com a sociedade, o modo como ele se dirige ao cidadão, é o melhor retrato da ética desse governo.’ Essa frase, de Celso Nucci, jornalista responsável pelo planejamento editorial da Radiobrás entre 2003 e 2007, propõe uma nova equação para a comunicação governamental no Brasil. À primeira vista, parece uma […]


Noticiológio governófilo

‘Caderno de trabalho do governo do Estado de São Paulo.’ Essas palavras vêm na forma de um pequeno carimbo no canto superior direito da capa da revista mensal SP Notícias, que foi lançada há poucos meses. Aqui falamos de seu número 2, que circulou entre julho e agosto. São 50 páginas de ótimo papel, impressão […]



…mas publicidade é informação?

É democrático estabelecer limites legais para as mensagens de publicidade? Ou será censura? De tempos em tempos, essas perguntas vêm à tona. Agora, por exemplo. No mês passado, seria votado no Congresso Nacional, em regime de urgência, um projeto de lei, encaminhado pelo governo, que resultaria em restrições à propaganda de cerveja. De repente, por […]


`Papai-Mamãe, Sim!´, diz a clientela.

Com todo o respeito, era boa. Quero dizer: a campanha das lojas C&A para o presente Dia dos Namorados era engraçada. O mote era uma palavra de ordem: ‘Papai-Mamãe Não!’. Como não mais vivemos em clima de Maio de 68, quando as palavras de ordem é que protestavam contra o ‘sistema’, houve protestos contra a […]


Luta de classes à brasileira

Agora é assim. O político demagogo chora no palanque e grita que passou fome. Pede que lhe dêem mais um mandato. Ele só tem medo da filha, que pode armar um escândalo daqueles. Enquanto isso, na surdina, o executivo corrupto ganha uma mala preta cheia de dólares. Agora é assim: a juventude se refestela na […]


Inovações na imprensa em tempos de revoluções tecnológicas

Começo com um jornal antigo. Em seguida, mudarei de assunto. Agora, conforme previamente anunciado, afasto-me do assunto. E, relativamente longe dele, permanecerei por longas e demoradas linhas. Vamos lá. Gadgets e outros engenhos da técnica Vivemos uma era de fetiches tecnológicos, o que não é novidade. Também no mundo da comunicação e no planeta do […]



Espaço público, espasmos íntimos

Antigamente, a imprensa pecava por invasão de privacidade. Agora, ela é vítima das chamadas ‘evasões de privacidade’. Antes, o jornalista errava quando rompia as fronteiras da vida íntima de quem quer que fosse. Naquela época, os escândalos eram uma ex-primeira-dama tomando sol no quintal de casa ou as declarações eróticas de um nobre inglês captadas […]


Mapas dos novos tempos

Engana-se quem pensa que os mapas apontam o lugar das coisas no espaço. A muralha da China passa exatamente por aqui, diz a professora, confiante em sua certeza de pedras. Aquela plataforma de petróleo se situa na latitude tal com a longitude tal, no meio do mar. A fronteira do Brasil com o Paraguai passa […]


Multidões integradas ao espetáculo

Há 14 anos, em artigo para a revista Imagens, então publicada pela Unicamp, usei pela primeira vez a expressão ‘fator Leo Minosa’. Recorri a ela para designar um efeito específico que as coberturas sensacionalistas podem causar na audiência: o de promover a aglomeração de multidões nos locais onde um crime ou uma tragédia aconteceram – […]


A diagramação ausente

Na edição de O Estado de S. Paulo de quinta-feira (10/4) veio uma dessas notas que saem por força de decisão judicial. Estava bem na base da página A4. O texto, em corpo acanhado, não se pode dizer que fosse convidativo. O título parecia uma designação de caixa de arquivo morto: ‘Publicação de sentença’. Não […]


Comunicação é diálogo

Ninguém é dono da razão final a priori. A razão não se impõe pela propaganda, pelo monólogo do proselitismo. Ela só adquire validade quando faz sentido natural para o conjunto dos interlocutores – e comunicar é justamente isto: tecer o sentido comum. Comunicar é buscar pontes de entendimento. É dialogar. Os responsáveis pela mediação do […]


Por dentro da máquina oficial de comunicação

O dia 1º de janeiro de 2003, quando o ex-metalúrgico Luiz Inácio Lula da Silva tomou posse do cargo de presidente da República, foi uma boa véspera: teve solenidade, discurso e festa popular. Quando escureceu, jantei com moderação e tomei dois copos de chope na companhia de bons amigos num restaurante na Asa Sul da […]


Estereótipos e conspirações de leitores

Yo no creo en conspiración de prensa, pero las conspiraciones de lectores… que las hay, las hay. A frase acima é uma brincadeira, naturalmente. É uma paráfrase de outra, aquela que fala em brujas etc. Eu a redigi no meu melhor portunhol pensando no nível de desaforo de parte dos e-mails que chegam aos articulistas […]


Cyberutopias e jornalismo

O relatório The State of the News Media de 2008, divulgado este mês, traz uma radiografia, quer dizer, uma tomografia computadorizada do estado da imprensa nos Estados Unidos. Conduzido pelo Project for Excellence in Journalism, é vasto, quase exaustivo. Se publicado em livro, teria mais de 700 páginas. Ao mesmo tempo, é detalhista e analítico. […]


Uma coroa de louros (ou
um souvenir de viagem)

Moedas são mais antigas que jornais. Sempre serviram para demarcar no tempo e no espaço os domínios de um senhor: até quando e até onde valesse, a moeda tingia e reafirmava o alcance de um reino, de uma república, de um império. A imprensa cumpriu função análoga a partir do século 19, mas por um […]