Tuesday, 18 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1292

Artigos de Silvia Chiabai

Fabiana Murer e o direito de amarelar

O Brasil é um país onde se pode fracassar sossegado. Isso porque a mestiçagem abraça e inclui o derrotado, e com isso a cordialidade substitui a competitividade, conforme se pode inferir das pesquisas de Sérgio Buarque de Holanda, Gilberto Freyre e Darcy Ribeiro. Visto que a cultura mestiça mitiga a rivalidade, em caso de fracasso […]


Mídia e paixão clubística – parte II

No post anterior fiz um painel aproximado do anticorinthianismo na mídia esportiva. Faltou apontar onde ele não prospera, de modo que a análise ficasse com a imparcialidade que reivindico para os comentários esportivos. Os jornalistas Paulo Calçade, Alê Oliveira, Gustavo Hoffman, Jean Oddi e Tironi, todos da ESPN, são exemplos de isenção no trato com […]


Futebol e paixão clubística

A discussão sobre objetividade/neutralidade no jornalismo é uma das mais fecundas da profissão, tendo originado teses e livros ao longo de sua história. No âmbito do esporte, sítio de paixões mais exacerbadas, a questão é tão mais instigante que coloca o profissional do jornalismo diante de uma questão mais delicada: assumir ou não publicamente o […]


Novela reitera tendência “esteticida” típica da mídia

Reza a cartilha da sociedade de consumo que o homem deve ter dinheiro e a mulher, beleza. A mídia tende a acatar tais preceitos, exigindo histericamente beleza plástica e capital de seus hóspedes (não é à toa que Luciano Hulk – que distribui em seu programa casas e carros ao desesperados para reforçar sua imagem […]


Concorrentes convergentes

A disputa pelo mercado publicitário e pela audiência esportiva, com óbvia ênfase ao futebol, não evita que os principais canais de TV por assinatura adotem estratégias idênticas para conquistar adeptos. Até nas suas omissões, como o delay (atraso dos sinais de áudio e vídeo nas transmissões eletrônicas) das emissoras abertas para as fechadas, e das […]


Promoção da causa gay, humilhação do mulherio

Bem que Gilberto Braga tenta disfarçar, com algumas concessões ao bom-mocismo, mas ao desfraldar suas bandeiras pró-homossexualidade deixa escorrer misoginia pelos cantos da tela no folhetim das nove, cuja autoria compartilha com Ricardo Linhares (Insensato Coração, Rede Globo, 21h). Embora dos seis personagens gays apenas um tenha papel de destaque, diálogos como o de um […]


Água na Boca é leve como um suflê

Comparar novelas da Rede Bandeirantes com suas similares da Globo é como querer alinhar produções hollywoodianas às do cinema brasileiro, tal a discrepância dos meios de produção. Mas a modéstia tecnológica é o que se torna cativante, tanto em filmes nacionais como na emissora paulista: é o caso de Água na Boca, novela que vai […]


Globo impõe BBB goela abaixo aos fãs de futebol

Não bastasse infestar a programação de verão com o formato importado do reality show Big Brother Brasil (evento que por sua grandiloqüência e mistura de gêneros consegue reunir e mobilizar a Central de Produção e a Central de Jornalismo da emissora), a Globo decidiu inovar este ano: nos jogos de futebol das quartas-feiras, sejam dos […]


Novela agride tradição brasileira da mestiçagem

Revistas especializadas (os puristas que se conformem: Caras é um gênero de jornalismo e telenovela, um gênero de ficção) informam que Desejo Proibido será reduzida, devido à baixa audiência. Por coerência, Duas Caras deveria estar na reta final. A Globo poderia de há muito ter fechado o caixão e dado perda total, mas o investimento […]


Entretenimento inócuo e informação zero

Estrelas globais que ostentam um sorrisinho de superioridade de quem acha que se tivesse nascido nos EUA seria sucesso internacional, ou que estão no melhor dos mundos porque no topo do mesmo, são exemplos claros de como queridinhos da mídia merecem blindagem imediata de Veja, Caras, Época, Estadão, Folha e da própria Globo, quando duramente […]


Esqueceram de rir

Meu doutorado teria sido muito mais completo se, à época (1994), além das dicas de meu orientador e das bibliotecas da PUC e da USP, eu dispusesse do Google e da Wikipédia (a despeito da velocidade e do anonimato que aconselham cautela nas consultas a estas ferramentas nativas do século 21 e orgulhos do pai […]


Um perfil aristocrático e a companhia dos lentos

As razões do documentário Santiago (em cartaz em São Paulo e no Rio) estar tendo cotações de ‘ótimo’ a ‘excelente’ pela crítica cinematográfica do país são bastante simples. Metade dos jornalistas são amigos do diretor João Moreira Salles e a outra metade gostaria de ser. Algo a ver com ele ser editor da revista cult […]


Cenas de insensatez

Em meados da década de 70, Umberto Eco classificou, como é fartamente sabido, de ‘apocalípticos’ e ‘integrados’ os dois lados antípodas de leitura dos meios de comunicação. Para dar um exemplo: a primeira ‘ótica’ consideraria a Rede Globo um monstro monopolista e manipulador; a segunda, uma produtora de bens simbólicos (jornalismo e entretenimento) gerador de […]


Mídia consolida esportes. E tenta fazer mais

O automobilismo no Brasil não seria o mesmo sem a força que lhe deu o grupo Estado. Na década de 70 (época em que as telecomunicações eram difíceis e caras), a empresa franqueou seus telefones para que Emerson Fittipaldi ligasse gratuitamente para a redação dando notícias de suas corridas. Não ficou só nisso: o Jornal […]


Fatos & fotos: absolvição anunciada

Um dos fatores que podem ter influenciado algumas das abstenções no julgamento de Renan Calheiros no Senado decorreu da imperícia da Editora Abril – uma empresa jornalística que não soube avaliar os dados psicológicos em jogo e colocou os interesses comerciais apressadamente em primeiro plano. Algumas das abstenções e votos contra que absolveram Calheiros talvez […]


Em busca da credibilidade perdida (2)

Há signos de credibilidade que teimam em permanecer apesar de seriamente confrontados ao longo da história da humanidade. Óculos e cabelos brancos, por exemplo, associados à sabedoria da maturidade até o início do século 19, quando perucas alvas eram de uso quase obrigatório, pois a velhice na época constituía uma fase cultuada. Daí surgiram os […]


Em busca da credibilidade perdida

Credibilidade é a arte de ser confiável; portanto, de bancos a pessoas, e principalmente a empresas jornalísticas, é o pilar mais robusto de um exercício profissional; algo que se leva às vezes anos para construir, mas que pode se esvair em instantes desde por macromotivos, como um surto psicótico, um roubo de gravata ou uma […]


A saga jeca de Elizabeth celta

Elizabeth Jinh é mineira do interior, mas tomou para si a tarefa de dar no populacho um banho de cultura irlandesa: no agora nobre horário das 6, a Globo leva ao ar a ficção improvável de imigrantes que aportaram ao Brasil trazendo carros e cavalos e mantiveram suas tradições de bruxarias e superstições. Tudo com […]


Uma minissérie em oito capítulos

1. Cultura Popular dá olé na mídiaO Carnaval é essa festa já muito teorizada: povo, mídia, classe média e parte da elite se reúnem no Brasil para as folias de quatro dias e fazem coincidir o calor planetário com o calor dos corpos. É uma festa de origem popular, mas em alguns pontos altamente midiatizada; […]


O poder do púlpito

Graças à essência democrática da mídia eletrônica em geral (já o previa o então idealista poeta Hans Magnus Enzensberger, no final da década de 1980), da internet em particular, e deste OI amiúde, dois anônimos cidadãos como o sr. Eduardo Guimarães e eu podemos trocar argumentos absolutamente irrelevantes sobre um tema igualmente esgotado em 2006, […]