Thursday, 07 de July de 2022 ISSN 1519-7670 - Ano 22 - nº 1195

A necessidade e as formas das redações conversarem com a audiência são temas do quarto episódio da série de podcasts “Cartas na Mesa”

(Foto: Divulgação)


O desenvolvimento tecnológico redefiniu as formas de fazer jornalismo. O canal com audiência precisa, cada vez mais, ser uma via de mão dupla. A recepção deixou de ser um polo passivo e passa a interferir e definir o conteúdo.
“Feedback acionável: como as redações podem e devem conversar com a audiência” é o tema do quarto episódio da série de podcasts “Cartas na mesa – Jornalismo em Foco”, uma produção do Observatório da Imprensa em parceria com o curso de jornalismo da ESPM São Paulo.
O tema é debatido por uma dupla de jornalistas. Dessa vez, os convidados são Antônio Rocha Filho e Gabriela Terenzi.
Antônio Rocha Filho é supervisor do Centro Experimental de Jornalismo da ESPM. Foi secretário de redação do jornal Agora, numa carreira de 24 anos no grupo Folha, trabalhando como repórter, colunista, redator e coordenador de pauta. É mestre em produção jornalística e mercado pela ESPM.
Gabriela Terenzi é editora de redes sociais. Atualmente, trabalha no Infomoney e atuou durante dois anos no Nexo Jornal e também no grupo Folha. É formada em jornalismo pela Universidade Federal de Minas Gerais.
O episódio também está disponível no Spotify.