Tuesday, 21 de May de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1288

“Jornalista não processa jornalista”

A frase do título é do colunista Diogo Mainardi, da revista Veja, e foi escrita por ele quando o jornalista Franklin Martins decidiu processá-lo por calúnia e difamação. Segundo a ética de Mainardi, que se acha jornalista, os profissionais da comunicação deveriam resolver suas divergências no debate público, utilizando os veículos para os quais trabalham.


A idéia de determinadas categorias prescindirem da Justiça era apenas insólita, mas agora fica claro que na própria revista Veja ninguém leva Mainardi muito a sério: os jornalistas Eurípedes Alcântara, diretor de Redação, e Lauro Jardim, editor especial, anunciaram que vão processar o colega Luis Nassif pela série de matérias que ele vem publicando em seu blog sobre a transformação de Veja, para usar as palavras do próprio Nassif, ‘em um pasquim sem compromisso com o jornalismo, recorrendo a ataques desqualificadores contra quem atravessasse seu caminho, envolvendo-se em guerras comerciais e aceitando que suas páginas e sites abrigassem matérias e colunas do mais puro esgoto jornalístico’.


Noves fora zero, Mainardi da Veja podia escrever um artigo explicando por que seus chefes podem processar jornalistas, mas os demais colegas não podem processá-lo. Daquele jeitinho divertido e repleto de ironias, ele certamente vai conseguir provar que é o único ‘jornalista improcessável’ da brava imprensa brasileira. Temos dito.

******

Blog do Autor: Entrelinhas – Mídia e Política