Tuesday, 28 de May de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1289

Interesse eleitoral e alegres desocupados

Assim como tudo o que venha a ser feito pelo governo federal tem o espúrio interesse eleitoral de Lula para reeleger-se, nada que venha a ser feito pelos governos do estado e da prefeitura de São Paulo merece um décimo da mesma vigilância. ‘Lula define padrão japonês para TV digital’, anuncia a manchete principal da Folha de S.Paulo. Na reportagem, lê-se que ‘após uma dura batalha de bastidores entre os defensores dos padrões japonês, americano (ATSC) e europeu (DVB), o presidente optou pelo primeiro por avaliar que essa proposta trará mais vantagens ao Brasil e às grandes empresas de comunicação do país -entre as quais as Organizações Globo’.

Perceberam a sutileza do ‘entre as quais as Organizações Globo?’ Ou as ‘vantagens ao Brasil’ são menores do que as a serem usufruídas pelas Organizações Globo? Ou ainda: a mesma insinuação seria publicada caso a decisão também beneficiasse o Grupo Folha? Quais são essas vantagens?

Mais algumas linhas e, de novo, topa-se com a menção do único motivo que vários jornalões enxergam nos movimentos do atual governo – o de reeleger-se.
‘A decisão pelo padrão japonês foi tomada na semana passada por Lula’, diz a reportagem, ‘que orientou seus ministros a negociar com o Japão as contrapartidas para que o anúncio produza ganho político no ano eleitoral’. De novo, a inversão de valores: não importa que as contrapartidas beneficiem o país. Importa, sim, ‘o ganho político no ano eleitoral’.

Onde está Wally? Quer dizer, Serra?

A brincadeira é sugerida pelas colunas sociais publicadas hoje pela Folha de S.Paulo e pelo O Estado de S.Paulo. Quem acertar a versão verdadeira, ganha um mimo da Daslu oferecido pelos alegres desocupados que protagonizam boa parte das ‘notícias’ do colunismo social.

Folha de S.Paulo



MANCHETES, JAMAIS
Depois das homenagens a Covas, anteontem, Serra foi jantar no La Brasserie Erick Jacquin, em Higienópolis. Encontrou os vices do PFL – Marco Maciel, ex-vice de FHC, Cláudio Lembo, vice de Alckmin, e Gilberto Kassab, vice do próprio Serra. ‘Em mesa que tem o Marco não tem encrenca’, disse. Maciel respondeu: ‘É o que digo à minha equipe: é importante estar nas matérias [de jornais]. Mas jamais estar nas manchetes’.


O Estado de S.Paulo



TUCANOS EM FUGA
A imprensa corria desesperada, na noite de segunda-feira, no fim das homenagens à memória de Mário Covas, na Sala São Paulo, procurando o ex-presidente FHC e o prefeito José Serra. É que cada um tinha fugido por um lado diferente, escapando dos jornalistas. Serra não foi muito longe. Foi visto um pouco mais tarde, na Galeria Olido, assistindo ao filme Boleiros 2, calmamente, em mangas de camisa.