Friday, 14 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1292

Isto é que é entrevista corajosa

Esqueçam o que o ex-presidente Fernando Henrique respondeu na entrevista à IstoÉ, salvo a frase “a ética do PT é roubar”, pela qual o partido decidiu processá-lo.


Fixem-se nas perguntas. Foram doze. A rigor, 9 perguntas e 3 afirmações:


“Qual vai ser o grande tema da campanha para presidente?”


“Os tucanos devem bater com muita força?”


“Por quê [a corrupção seria muito mais grave no atual governo]?”


“O senhor acredita que o presidente Lula não sabia de nada?”


“A quem [interessaria isso tudo]?”


“O impeachment deveria ter sido discutido?”


“Para ganhar do PSDB, o PT sempre agitou a bandeira da ética. Agora, os papéis vão se inverter?”


“O senhor faz idéia [por que Delúbio assumiu tudo]?”


“Mas os petistas continuma agitando a bandeira da ética.”


“O PT alega que boa parte do dinheiro em questão servia para pagar dívidas do partido.”


“Mas, ainda assim, Lula pode ganhar a reeleição.”


“Qual o melhor candidato tucano para dizer essas coisas [contra o governo] em campanha, Geraldo Alckmin ou José Serra?”


Se for adiante o processo do PT contra FH, a Justiça dirá se ele difamou ou não o partido quando afirmou que a sua ética é roubar.


Mas, com aquelas perguntas, a entrevista já transitou em julgado. Entra para os anais do jornalismo político brasileiro como exemplo de arguição – corajosamente a favor do entrevistado.

***

Serão desconsideradas as mensagens ofensivas, anônimas e aquelas cujos autores não possam ser contatados por terem fornecido e-mails falsos.