Monday, 17 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1292

Testando os jornais por seus títulos

Há palavras que valem por mil imagens. Ontem, quem teve tempo e interesse, viu as imagens da acareação na CPI dos Bingos entre, de um lado, os irmãos do prefeito de Santo André, Celso Daniel, assassinado em janeiro de 2002, e, de outro, o chefe de gabinete do presidente Lula, Gilberto Carvalho, seu secretário particular na campanha daquele ano.

João Francisco e Bruno, os irmãos, mantiveram a acusação que motivou o olho-no-olho: logo depois da morte de Celso, Gilberto lhes teria confessado que era o homem da mala da extorsão comprovada de empresas prestadoras de serviços ao Município de Santo André: levava pessoalmente o dinheiro arrecadado ao então presidente petista José Dirceu.

Gilberto sempre negou, e ontem tornou a negar, que alguma vez tivesse dito os que os irmãos dizem que ele disse.

A acareação, portanto, não mudou nem a versão de um nem a versão dos outros. Ninguém caiu em contradição, ninguém gaguejou, ninguém enrolou. Houve apenas um momento em que João Francisco se exaltou, chamando de “palhaçada” os desmentidos de Gilberto.

Mas, quem não acompanhou o tira-teima ao vivo nem o noticiário a respeito nos telejornais, ou nas rádios, depende das palavras dos jornais de hoje. Leiam-se então os títulos dos principais diários – como se limita a fazer parcela ponderável do leitorado quando o assunto não a toca diretamente.

Folha de S.Paulo: “Carvalho nega acusações de irmãos de Celso Daniel” (chamada na primeira página) e “Acareação não elimina dúvidas sobre crime” (dentro).

O Globo: “Versões em confronto” e “Irmãos de Celso Daniel mantêm denúncias”.

Jornal do Brasil: “Acareação termina em empate, com acusações mútuas e poucos avanços” e “Só detector de mentiras para resolver o caso Celso Daniel’.

Valor Econômico (sem chamada na primeira página): “Acareação deixa caso Celso Daniel longe de ser elucidado”.

O Estado de S.Paulo: (em manchete): ““Gilberto, você era o elo do esquema”, acusam irmãos”” e (dentro) “Carvalho era elo entre quadrilha e PT, acusam irmãos de Celso Daniel”.

Julgando única e exclusivamente por essas palavras, qual dos jornais citados você diria que é o mais, ou, sobretudo, o menos isento?

***

Serão desconsideradas as mensagens ofensivas, anônimas e aquelas cujos autores não possam ser contatados por terem fornecido e-mails falsos.