Saturday, 18 de May de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1288

Abraji lança curso de verificação e checagem de fatos nas eleições municipais com ênfase em IA

(Foto: Microgen/Getty Images Pro)

A Abraji – Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo abriu nesta quinta-feira, 25 de abril, inscrições para um programa de capacitação para enfrentamento da desinformação nas eleições municipais de 2024 que tem como foco a verificação de conteúdos suspeitos, com especial atenção às publicações geradas com o auxílio de Inteligência Artificial ou que utilizam recursos para criar as chamadas deep fakes.

O curso é destinado a jornalistas e estudantes e será online e assíncrono, com aulas expositivas em vídeo publicadas diariamente entre 13 e 25 de maio de 2024.

O programa terá dez sessões pré-gravadas conduzidas por instrutores do Brasil e dos Estados Unidos com notável experiência em fact-checking e verificação de conteúdos. Cinco sessões serão conduzidas por profissionais brasileiros, como Tai Nalon e Cristina Tardáguila, fundadoras de Aos Fatos e Agência Lupa, respectivamente. As outras cinco por instrutores dos Estados Unidos, como Aimee Rinehart, da AP, e Craig Silverman, da ProPublica. As sessões conduzidas por estrangeiros serão legendadas em português.

Para a presidente da Abraji, Katia Brembatti, a cobertura das eleições municipais terá como desafio primordial a identificação de táticas reprováveis de IA. “É essencial dar suporte para que equipes locais sejam capazes de avaliar em que situações agir, contribuindo para que a população não seja desinformada no momento da decisão do voto”, reforça.

O programa funcionará como um treinamento básico de técnicas e métodos de checagem para jornalistas que irão cobrir as eleições municipais de outubro e aborda especialmente o uso de IA como recurso para a criação e detecção de desinformação. “O curso é uma atualização dos nossos programas anteriores de capacitação para a checagem, acrescido de visões muito informadas sobre o atual momento da desinformação no Brasil e uma oportunidade para jornalistas conhecerem uma série de ferramentas digitais de grande utilidade para o trabalho investigativo”, diz Sérgio Lüdtke, coordenador do curso e editor-chefe do Projeto Comprova, uma coalizão de 43 veículos de comunicação liderada pela Abraji.

As inscrições podem ser feitas por este link até o dia 8 de maio.

Este programa está sendo realizado com recursos de edital da Embaixada e dos Consulados dos Estados Unidos no Brasil.

Programa

Aula 1: Desinformação em eleições municipais: o que esperar? Tai Nalon – Aos Fatos

Aula 2: Uso de Inteligência Artifical no Jornalismo – Aimee Rinehart – AP

Aula 3: Uso de IA para produção de desinformação e como detectá-la – Shaydanay Urbani – Brown University

Aula 4: Monitoramento de redes sociais – Metodologia e ferramentas – Cristina Tardáguila – Lupa

Aula 5: Acesso a dados municipais – Jamile Santana – Escola de Dados

Aula 6: Ferramentas para verificação de desinformação 1 – Craig Silverman – ProPublica

Aula 7: Ferramentas para verificação de desinformação 2 – Craig Silverman –ProPublica

Aula 8: Ferramentas para verificação de desinformação 3 – Craig Silverman – ProPublica

Aula 9: Técnicas de investigação visuais e geolocalizadas Investigações visuais – Luisa Alcantara e Silva – Folha de S. Paulo

Usando mapas e geolocalização na verificação – Clarissa Pacheco – Estadão Verifica

Aula 10: Documentação e preparação da área de trabalho Como documentar a apuração – José Antônio Lima – Projeto Comprova

A preparação da área de trabalho – Helio Miguel Filho – Projeto Comprova

Da redação