Monday, 22 de April de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1284

Edição: 4

Em São Paulo a comunidade ganha da mídia

A má vontade da mídia antes do início do mutirão não chegou a afetar os magníficos índices de adesão da sociedade paulistana. Pode até ter contribuído para aumentá-los. Nos primeiros dias do programa a aceitação foi de 80%, na segunda semana passou a quase 97%. 1 – Primeira conclusão: o espelho (a mídia) não está […]

Teoria e Prática do Factóide(*), a contribuição radiofônica

Para disfarçar a grande mancada de colocar-se antecipadamente contra o rodízio de carros em São Paulo, as rádios de serviços inventaram uma desculpa: o rodízio deu certo porque o governo estadual deslocou toda a Polícia Militar para multar os infratores. A balela foi sendo reproduzida de rádio para rádio, em todos os horários, acrescida daquelas […]

Quem se habilita a biografar Delfim Netto?

A recente onda de biografias best-sellers foi comandada por jornalistas. No entanto, o biografismo não consegue penetrar na práxis jornalística brasileira. Veja-se o caso de Antonio Delfim Netto, o todo-poderoso mago do "milagre brasileiro", o homem que inventou a fábula do país rico num dos momentos mais tristes de sua história. Delfim Netto foi a […]

Marte e o besteirol científico

Bill Clinton colaborou porque está em campanha eleitoral e tudo lhe serve para badalar, a imprensa americana magnificou burramente porque no tórrido mês de agosto os titulares estão de férias e o banco de reservas só pensa em garantir sua contratação às custas de furos espetaculares. A remota hipótese de vida incipiente em Marte é […]

O "obrismo" dos engenheiros derrotado pelas soluções sociais

Como na época do "milagre econômico", já lá vão 25 anos, a imprensa continua seduzida pelo faraonismo das obras viárias. Na escala de valores dos pauteiros, administrar é construir, inaugurar e festejar. Viadutos, pontes, vias expressas – o jornalista na redação não esconde a sua preferência pelo concreto. Concreto rende cifras, estatísticas e, depois que […]

Há 50 anos

Armenio Guedes encontrou uma pérola na seção Há 50 anos no Globo. Dias depois da explosão das bombas americanas em Hiroshima e Nagasaki, manchete de primeira página ameaçava: Bomba atômica pode partir a Terra ao meio.

Com os olhos no retrovisor

Atiraram no que viram, acertaram o que não viram. Trânsito é um problema mais sério, do ponto de vista da saúde pública e da qualidade de vida, do que poluição. A diferença de sensibilidade da opinião pública diante de um e de outro é a anestesia do hábito. O massacre causado pelo trânsito é antigo […]

Eles disseram

Fuentes/Rushdie: É o segundo Salman Rushdie, o escritor, que nos diz: 'A palavra conta, e a imaginação é perigosa'. A imaginação é perigosa porque nos abre a possibilidade de conhecer livremente, de escapar das prisões do dogma, de opor outras verdades, plurais, à verdade única do Estado neoliberal, sucessor sorridente do Estado totalitário, ou do […]

Erro à margem da margem de erro

Manchete de hoje (10 de agosto) da Folha, primeira página: "Pitta ultrapassa Erundina em SP". Manchete interna: "Pitta ultrapassa Erundina e é líder". Texto da matéria: "…A liderança de Pitta ocorre dentro da margem de erro: três pontos percentuais para cima ou para abaixo. Assim, ele e Erundina poderiam estar empatados…". De empatados na informação […]

Discussões atrasadas

Caros, parece saudável toda discussão que ajude a melhorar a qualidade da imprensa, mas este observatório, assim como o Instituto Gutenberg do Sr. Sérgio Buarque de Gusmão, carece de uma visão mais profunda do que acontece nas empresas jornalísticas. As discussões sobre o futuro dos jornais diante dos novos meios eletrônicos estão atrasadas alguns anos, […]

O Império das Pesquisas

A pesquisa eleitoral é um termômetro que afeta a temperatura do paciente. Ao tornar pública a cotação de cada candidato em sucessivos momentos da campanha, a sondagem se torna, ela própria, um fato político. Não é por outro motivo que os políticos mais medrosos volta e meia namoram a idéia de banir a divulgação dos […]

Sugestões

Gostaria de parabenizá-los pela boa publicação.  Mas, gostaria de dizer que a proposta de uma abertura maior para a participação da sociedade ainda não vi realizada.  As matérias são todas assinadas por jornalistas (o que não é nenhum demérito) e a minha colocação e se a proposta de vocês não incluiria a participação de membros […]

É chique dizer "não". Mesmo para o progresso

Para aplacar a má consciência que advém dos altos salários pagos nas cúpulas das redações, a imprensa yuppy prefere assumir o niilismo, enfatiotada com ternos Armani pretos, barba por fazer, carteira de radical no bolso. A reação da imprensa ao pacote Brasil em Ação anunciado pelo governo foi característica: reproduzir nas páginas de notícias o […]

Usar o dicionário evita distorções na informação

Legenda de 1ª página: Empresário dribla o rodízio (com) modelo 1929. Título da página interna: Empresário sai de Ford 29 para respeitar a lei. [O Estado de S. Paulo, 14 de agosto de 1996] Driblar significa enganar, negacear, fintar, trapacear. O empresário, ao contrário, respeitou a lei. Título de 1ª página; Violência em São Paulo […]

Guerra Santa na Mídia, segundo round

O primeiro Auto da Fé mediático foi instrumentado por Boris Casoy quando perguntou a Fernando Henrique Cardoso, então candidato à Prefeitura de São Paulo (1985), se acreditava em Deus. Como se fosse atributo para gerir uma cidade. A Guerra Santa começou efetivamente em 1995, quando a selvagem competição na mídia eletrônica aproveitou-se da infeliz atuação […]

Domingo frio nas bancas de jornais

Massudas e maçadoras, as edições dominicais são mais caras e, no entanto, estão recheadas de notícias frias. No máximo, requentadas. Veja-se o caso do domingo 11/8. * O 1º caderno da Folha de S. Paulo, com 16 páginas, só tem uma pequena matéria sobre um fato ocorrido na madrugada de sábado, o duplo assassinato de […]

Imprensa vigilante, esbulhos evitados

Foi graças à mídia, no caso rápida e eficaz, que se evitou o assalto ao bolso do cidadão pelos empresas dos planos de saúde. O aumento das mensalidades que algumas começaram a cobrar foi prontamente denunciado e o governo, devidamente alertado, fez a sua parte: atalhou o assalto. O preço abusivo das passagens aéreas cobrado […]

Vitimização não é virtude, é vício

Os grupos de pressão, sobretudo os ditos "populares", não estão avaliando o papel antidemocrático e autoritário das invasões de órgãos públicos e das tentativas de seqüestro de autoridades, que transformaram em ação corriqueira. Estes atos de vale-tudo, amplamente coberto pela mídia (sempre alertada com grande antecipação pelos organizadores), são ensaios de ruptura social que põem […]

Pílulas

Raízes da violência Nada ensinou bandidos a matar sem piedade como vinte e tantos anos de atividade impune da Rota, contribuição de Paulo Maluf, Erasmo Dias, Conte Lopes et caterva à civilização paulista. O sofrimento vai e vem em ondas. O sacrifício de jovens que seguiram o manual de prudência fornecido pela Polícia – não […]

O Observatório também erra

Achei fantástica a idéia do Observatório. Sou advogado em Belém-Pa. Soube desta web pelo programa do Juca Kfouri, na Record, hoje, dia 15/8/96. Todavia, dentro do princípio que move esse Observatório, devo dizer que o grande Dines errou quando, ao criticar o Zagallo, disse que ele recebia seu salário de uma entidade governamental. O Juca […]