Monday, 22 de April de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1284

Edição: 59

Observadores africanos

Criado em 1992, Misa (Media Institute of Southern Africa) congrega hoje onze países do sul da África e luta pelo pluralismo de idéias e independência da mídia da região. O instituto possui escritórios em todos os países membros e seus integrantes são responsáveis pelo monitoramento da mídia nacional. Esses integrantes publicam artigos de crítica à […]

Cobertura eleitoral

O programa norte-americano de televisão The NewsHour with Jim Lehrer possui também sua versão na Internet. Renovado diariamente, o Online NewsHour – website de notícias sobre o mundo e temas políticos dos Estados Unidos – reserva grande espaço à crítica da mídia. Na seção Media Watch, os autores se propõem a discutir desde mídia impressa […]

João Soares Lisboa, jornalista do Império

Renato Lopes Leite (*)   “… Desconhecidos e anônimos são os que falam aqui: um discurso coletivo. … E daí também decorre a notória impotência da ciência diante da página ilustrada e dos livros ‘menores’. ‘Aqui estou, não posso agir de outro jeito´ [dito atribuído a Lutero]. ‘E, no entanto, move-se’ [palavras de Galileu]. Nenhuma […]

Reafirmando e discordando

Nahum Sirotsky (*) De Tel Aviv   evo começar por reafirmar o que afirmo há anos: na geração de Alberto Dines, não teve editor igual. A obra dele no JB entrou para a história do jornalismo brasileiro. Ele tem um texto magnífico. E li todos os livros que publicou, inclusive um que editou para os […]

Dossiê chantagem

Edição de Marinilda Carvalho Amigos, 1998 termina ainda mais hard do que se poderia imaginar. Mísseis no céu de Bagdá, imunidade para a tortura na monárquica legislação britânica, chacina brutal em Alagoas, menino de rua executado friamente na Zona Sul do Rio – a lista de más notícias não tem fim. Mas o ano, sim […]

Jornalistas e educadores estudam juntos

Edição de Marinilda Carvalho Um grupo de jornalistas e educadores, preocupados com o aperfeiçoamento profissional nas duas carreiras, criou no Rio de Janeiro o GECE ? Grupo de Estudos de Comunicação e Educação. Interdisciplinar, o grupo se reúne periodicamente em seminários de leituras e atualização e promove oficinas específicas: redação e crítica de textos para […]

O ano em que mídia ficou pelada

Alberto Dines   Foram poucas as situações, tanto no plano nacional como internacional, em que a mídia, ela própria, não foi notícia. Esteve em questão não apenas a informação trazida pela mídia mas a maneira de informar empregada pela mídia. A mídia foi agente e objeto, observadora e observada. Tentou ser poder e acabou flagrada […]

Nossos cães de guarda não latem como os da França?

Orlando Tambosi   Pensamento único, na expressão criada pelos franceses, significa a doutrina que traduz, em termos ideológicos e com pretensão universal, “os interesses do capital internacional”, isto é, dos tristemente famosos “mercados financeiros”, grandes acumuladores de fundos (leia-se: especuladores) – gordos filhotes, todos eles, do Banco Mundial, do FMI e do GATT, instituições internacionais […]

A ética aplicada ou as desventuras da coerência

Jairo Faria Mendes   á muitos anos (pelo menos uns dez) fala-se da necessidade de uma nova Lei de Imprensa. Comenta-se que a Lei de Imprensa, por ter sido promulgada em 1967, traz o autoritarismo do regime militar. Outros dizem que ela precisa ser somente atualizada. Há até quem diga que não é necessária uma […]

Provão: aos fatos novos, para variar

Carolina Nogueira (*)   Provão do MEC que avalia o ensino superior está na pauta do dia. Desde que o resultado da edição 98 do exame foi divulgado, a imprensa toda não se cansa de noticiar as médias baixas, os piores cursos, o fato de que apenas um curso obteve mais de 50% de aproveitamento […]

Ética, a perda que choramos

O texto é de grande valia. Especialmente para os cursos de Direito, Ciências Sociais e Jurídicas, pois constatamos hoje que uma das maiores críticas aos alunos desta área é a falta de análise lógica e crítica da realidade, tomando por base a ausência, exatamente, das matérias apontadas no artigo. O mais engraçado é o fato […]

Coisa de jornal

Carlos Alberto Furtado de Melo (*)   s recentes fatos em torno do grampo telefônico no BNDES, que culminaram com a demissão de seis importantes membros do governo, têm servido para a reflexão em torno do papel da imprensa e seus efeitos políticos. Consta que Luiz Carlos Mendonça de Barros, seu irmão, José Roberto, e […]

Assassinato do repórter fotográfico Miguel Pereira de Melo

  jornal Opinião, desta cidade de Marabá (PA), publicou em 11/12/98, edição 242, sob o título Polícia ainda não sabe quem matou Miguel Pereira, a seguinte reportagem: “Hoje faz exatamente um mês e quatro dias que mataram o repórter fotográfico Miguel Pereira de Melo. Ele foi baleado por um desconhecido no dia 5 de novembro […]

Ainda sobre o direito à privacidade

Vera Maria de O . Nusdeo Lopes (*)   ão é novo o debate acerca dos limites que devem ser observados pelos meios de comunicação de massa com relação ao respeito à intimidade e à vida privada de todas as pessoas, problema mais acentuado quando se trata de personalidades famosas a qualquer título. Inúmeros acontecimentos […]

Por que 1968 foi mais badalado do que 1964

OS 30 ANOS DO AI-5 – um golpe dentro do golpe – foram muito bem relembrados pela mídia. O retrospecto foi esmerado. Incomparavelmente melhor do que as comemorações dos 30 anos do primeiro ato dos Anos de Chumbo – a quartelada que derrubou Jango Goulart. Qual a razão da diferença? Por que este empenho num […]

Desnudando Darwin: ciência ou ideologia? ou A relação incestuosa da mídia brasileira com a Nomenklatura científica

Celso Galli Coimbra (*)   Desde 17 de setembro de 1997, a União e os Conselhos Federados de Medicina começaram a receber sucessivas interpelações judiciais, inicialmente com o intuito de oficializar a informação e a prática neurocientífica mais avançada, que desde 1996 vinha suscitando a invalidade dos dogmáticos critérios diagnósticos da morte encefálica em diversos […]

José Mindlin e a alegria da leitura

Interessantíssimo o comentário de Esdras do Nascimento sobre o romance Os Seios de Pandora, de Sônia Coutinho. Não tanto pelas observações sobre o livro em si, muito pertinentes, como por ter-me permitido, após quarenta anos de vida literária, solucionar um mistério muito mais profundo que o investigado no livro: por que eu e outros escritores […]