Wednesday, 28 de February de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1276

Edição: 7

Mike Zellner

"Durante duas décadas, os governos militares brasileirosnegaram à família Civita, dona da Editora Abril,o acesso a um canal de televisão, por causa da linha independentede suas publicações. Quando o primeiro governo civil,de José Sarney, chegou ao poder, em 85, Roberto Civitateve enfim sua oportunidade de entrar na televisão aberta,mas a descartou. (….) Ele optou, então, […]

Goebbels estava certo, o rádio é imbatível

Em 1933, quando Hitler conquistou o poder na Alemanha, nomeou seu amigo e parceiro, Joseph Goebbels, ministro da Propaganda. Sua primeira providência foi considerar o rádio como prioridade absoluta (ao contrário dos comunistas, que, ao tomar o poder na Rússia, preferiram os jornais e o cinema). Goebbels assumiu o controle do conteúdo e o comando […]

Casa Nova

Bem-vindo! Você está participando de um nova experiência jornalística e cívica. Com esta edição (a 7ª, desde a nossa primeira inserção na rede Internet, em abril de 96), mudamos de dimensão e estamos dando um passo decisivo na concretização de nossos Objetivos. Ingressamos no maior site da língua portuguesa, o Universo Online, há dias ampliado […]

Pesquisas, prévias e a esparrela dos percentuais

O brasileiro gosta de votar. A imprensa gosta de eleições e precisa dessa disputa prolongada que rende circulação e poder. O que distancia este casamento da verdadeira democracia são as pesquisas de opinião, convertidas pela mídia em substituto do debate político. As sondagens de intenção de voto – esse é o nome técnico – foram […]

Da imunidade ao privilégio

A isenção de pagamento de impostos sobre insumos considerados essenciais para a produção gráfica de jornal, concedida pelo STF à Empresa Jornalística Folha da Manhã S.A. (Folha de S.Paulo, caderno Dinheiro, 27 de setembro de 1996), faz retornar a já tardia e inadiável discussão ética sobre o setor. O precedente aberto às demais empresas jornalísticas, […]

Parabéns

Recentemente, encontrei a homepage do OBSERVATÓRIO DA IMPRENSA. Li tudo, e acho uma iniciativa excelente, extremamente necessária em nosso país. Em várias áreas não há vivência necessária dos jornalistas para entenderem o que é realmente importante ressaltar. O texto do Gilberto Dimenstein sobre educação (ver edição de 20 de setembro) é um ótimo exemplo. No […]

Livros

§ A Arte do Motor, de Paul Virilio (Estação Liberdade, S.P., 1996,134 pp.). Sexto livro editado no Brasil de autoria do arquiteto, urbanista e filósofo francês (o primeiro foi lançado em 1984). Mas só agora Virilio tornou-se o guru, ou antiguru da mídia. Sua crítica ao jornalismo-entretenimento, massificador e totalitário, vai além dos aspectos profissionais […]

A maldição do rodízio

A má sina do rodízio paulistano de automóveis junto à imprensa (OBSERVATÓRIO, edição de 20 de agosto) não poupou sequer sua memória. Não se fala mais do falecido rodízio, que brindou o trânsito, em agosto, mês de volta às aulas, com saudoso desafogo. A revista Veja São Paulo datada de 2 de outubro faz um […]

Preconceito antimilitar ou anti-gay?

Perversa e aviltante – é o mínimo que se pode dizer sobre a exploração jornalística da prisão de um oficial superior do Exército flagrado no Rio de Janeiro enquanto mantinha relações homossexuais num automóvel. A grande imprensa diária comportou-se com relativa dignidade, noticiando o fato com contenção. Mas os dois semanários, Veja e Isto É, […]