Saturday, 18 de May de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1288

PM de Goiás agride radialista

Por inúmeras vezes temos visto casos de abuso de autoridade de policiais, em/ou fora de serviço. A cidade de Jaraguá, distante 120 km da capital de Goiás, viveu um caso que chocou a opinião pública. Um conhecido repórter de rádio havia divulgado uma matéria relatando que um policial militar da cidade de Anápolis havia se envolvido em um acidente de trânsito e que o mesmo teria ameaçado a vítima envolvida.

Três meses depois, o policial volta até a cidade de Jaraguá e encontra o repórter Bobby D’Jork em um bar do bairro onde mora. Ao identificar o repórter, começou a espancá-lo fazendo com que o repórter se lembrasse da reportagem divulgada em seu desfavor. Depois de bater no rosto do radialista, muito conhecido na região, segundo declara a vítima, o teria ameaçado de morte. Outras pessoas da cidade também foram vítimas do militar. O radialista Bobby entrou com representação na Corregedoria da Polícia Militar de GO e registrou ocorrência na delegacia de polícia.

O fato foi noticiado na mídia local causando indignação na população. Mediante tais acontecimentos, encaminhamos esta nota a fim de que possa ser divulgado neste conceituado meio de comunicação que representa os profissionais da comunicação e todos os cidadãos de bem. O ocorrido representa uma afronta ao Estado Democrático de Direito e à liberdade de expressão. Pior ainda é que tal crime foi praticado por um agente público que deveria proteger a sociedade.

Mau exemplo

A Polícia Comunitária está em plena expansão no Brasil, destacando-se pelo modo de agir e lidar com a sociedade, de forma a que seja pautada em ética, respeito e educação nas abordagens.

Fatos como este são um mau exemplo para Goiás e ao mesmo tempo para os bons policiais que prestam relevantes serviços à população, dos quais nos orgulhamos de falar em várias reportagens produzidas para alguns jornais da região. Solicitamos que se publique esta nota e se faça a adaptação necessária para que tal documento se torne de conhecimento público.

***

[Izaías Antonio de Sousa é repórter, Jaraguá, GO]