Sunday, 16 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1292

Líder religioso negocia compra de duas redes de TV

A Igreja Mundial do Poder de Deus está perto de fechar a compra das redes de TV CNT e da Rede 21. Pessoas próximas à negociação informaram ontem que a venda das duas emissoras está em fase de finalização, e uma das propostas mais viáveis prevê a compra das duas emissoras por meio de leasing – modalidade de contrato que associa a venda ao pagamento em prestações. O financiamento duraria cinco anos. A negociação foi antecipada no fim do mês passado na coluna de Ancelmo Gois no Globo.

A assessoria de imprensa da Igreja Mundial do Poder de Deus confirmou a “possibilidade de compra”, mas disse que não era possível “confirmar, nem negar” a conclusão do negócio. “Aguardamos ainda o posicionamento final do setor jurídico e das lideranças da Igreja para emitir um posicionamento a respeito deste assunto”, informou a assessoria de imprensa. Representantes da direção da CNT não foram localizados. A assessoria da TV Bandeirantes, dona da Rede 21, informou que não iria se pronunciar sobre o tema.

Uma das propostas prevê pagamento de R$ 8 milhões mensais às Organizações Martinez, proprietária da CNT, e de R$ 12 milhões mensais ao Grupo Bandeirantes, que detém a Rede 21. Pelo acordo, os atuais proprietários das emissoras manteriam o controle de parte da programação, como telejornais e outros programas – pelo menos até o fim do pagamento do leasing.

Ressurgido das cinzas

A Igreja Mundial do Poder de Deus é controlada pelo apóstolo Valdemiro Santiago, ex-pastor da Igreja Universal que seria dono de uma fortuna de US$ 220 milhões, de acordo com levantamento da revista Forbes realizado com base em reportagens de revistas brasileiras e dados da Polícia Federal.

A igreja foi fundada no fim dos anos 90, e o motivo da ruptura com o bispo Edir Macedo, dono da maior igreja evangélica do país, a Universal, nunca foi divulgado. A Igreja Mundial do Poder de Deus abriga em São Paulo um templo com 43 mil metros quadrados e anuncia ter 4 mil unidades espalhadas pelo país. Há quase cinco anos, já é locatária de 22 horas diárias da programação da Rede 21, além de outras emissoras. A igreja também detém quatro horas diárias na programação da CNT em São Paulo, mas a sede da emissora fica em Curitiba, no Paraná.

Sigla de Companhia Nacional de Televisão, a CNT surgiu das cinzas da emissora OM, que era comandada pelo empresário José Carlos Martinez. Teve problemas com dívidas e chegou a ter metade das ações vendidas a José Eduardo de Andrade Vieira, então dono do banco Bamerindus. O controle voltou à família Martinez no fim da década de 90. Além de São Paulo, atualmente conta com sucursais em Londrina, Salvador, Brasília e Rio de Janeiro. O sinal da emissora é transmitido para 48 praças no país.

***

[Thiago Herdy, de O Globo]