Friday, 23 de February de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1275

Demissões na ‘Folha’

O Grupo Folha, controlador dos jornais Folha de S. Paulo e Agora, realizou demissões na tarde de terça-feira (4/6). Apesar da empresa nem sequer confirmar as dispensas, os cortes atingiram a área de jornalismo – com profissionais deixando a redação em São Paulo e as sucursais em Brasília e no Rio de Janeiro.

Na capital federal, a jornalista Andreza Matais deixou a empresa. Na Folha desde 2006 e com passagem pela extinta Agência Nordeste, a repórter foi responsável, ao lado dos colegas José Ernesto Credendio e Cátia Seabra, pela série de matérias com denúnicas sobre o ex ministro Antonio Palocci. O conteúdo rendeu ao trio o Grande Prêmio Esso de Jornalismo de 2011.

Jornal dispensou jornalistas de SP, RJ e DF

Também da sucursal de Brasília, o editor de imagens Antonio Marcelino da Silva Filho foi outro a deixar o jornal. Primo de Lula Marques, coordenador de fotografia demitido da Folha há um mês, Marcelino permaneceu por 20 anos na publicação. Internamente, a direção local do veículo de comunicação alegou altos sálarios para os cortes. No Distrito Federal, o administrativo da empresa pode ser extinto.

Colunista de automobilismo e coordenador da Folha no Rio de Janeiro, Fábio Seixas também está na lista de dispensados. Ele já foi editor-assistente do caderno de ‘Esportes’ do diário e chegou a viajar o mundo cobrindo os grandes prêmios da Fórmula 1. Em seu perfil no Twitter, citou a filha e demonstrou que a vida não se resume a um emprego. “Vou pegar a Julia na escola e ganhar um beijão dela, porque isso é o que importa”.

Em São Paulo, uma das baixas foi o repórter Evandro Spinelli, responsável por matérias da editoria de política. Editor do ‘Zapping’, coluna diária publicada no Agora e na versão online da Folha, Alan de Faria também deixou de ser funcionário do Grupo Folha. O colunista Nelson de Sá passa a ser colaborador do caderno ‘Ilustrada’. Além do ocorrido nesta tarde, o secretário de redação, Antonio Rocha Filho, deixou o jornal na semana passada, após 24 anos na empresa.

Caderno ‘Ilustríssima’ chega ao fim

A divisão de conteúdo e de suplementos também contou com novidades nesta terça. Publicado desde maio de 2010 nas edições de domingo da Folha, o caderno ‘Ilustríssima’ chega ao fim. A marca, no entanto, permanecerá, mas ocupará apenas “três ou duas páginas” do jornal, conforme uma fonte afirmou ao Comunique-se. O caderno ‘Equilíbrio’ também corre o risco de ser descontinuado.

******

Anderson Scardoelli e Nathália Carvalho, do Comunique-se