Friday, 14 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1292

Bem-vinda ao clube dos observadores!

Com uma matéria de apenas duas colunas enfiada nos cafundós da sua última edição (nº 1925, 5/10/2005, pág. 115), o semanário da Abril ingressou ruidosamente no Clube dos Observadores da Imprensa, entidade que reúne profissionais com vocação missionária, disposição anticorporativa, tendências para a marginalização e algum gosto pela autoflagelação.


Matéria intitulada ‘O mensalinho da filha de Ellis’ [remissão abaixo] revela como a Warner tentou comprar a boa vontade de editores e jornalistas especializados em música popular no lançamento do segundo álbum da cantora Maria Rita. Ofereceu-lhes um iPod (cujo preço varia entre 600 e mil reais) e uma boca livre.


Raros foram os que devolveram a prenda, a maioria aceitou e retribuiu condignamente. Como já o demonstrou repetidas vezes, Veja não gosta dos observadores da imprensa mas percebe-se que, desta vez, sentiu um especial prazer em registrar os diferentes comportamentos diante do agrado da generosa Warner.


Espera-se que o semanário tome gosto e repita a experiência. O resto da mídia abominará a nova moda dos ‘flagras’, os leitores vão exultar e o jornalismo brasileiro como um todo será alçado a um patamar superior.