Friday, 12 de April de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1283

Tribunal anula suspensão de prefeito

Um tribunal superior anulou a suspensão do prefeito de Londres, Ken Livingstone, ordenada por uma comissão disciplinar na semana passada. Livingstone havia sido suspenso do cargo por quatro semanas – com início da pena nesta quarta-feira (1/3) – por ter insultado um jornalista judeu, ao compará-lo a um guarda de campo de concentração nazista.


Após receber a sentença da comissão, o prefeito havia afirmado que apelaria da decisão, mesmo que isso lhe custasse ‘centenas de milhares de libras’. Ele completou que não tinha intenção de se desculpar.


O incidente ocorreu há um ano. Livingstone saía de uma festa quando foi interceptado pelo repórter Oliver Finegold, do Evening Standard, que segurava um gravador e tentava entrevistá-lo. O prefeito se irritou com o jornalista e fez a comparação. Os comentários foram gravados. O episódio provocou críticas da população londrina e de outras figuras políticas, chegando a ser comentado até pelo primeiro-ministro, Tony Blair.


Livingstone alega que não quebrou a lei e que tem o direito de tratar jornalistas do mesmo jeito que eles o tratam, completando que a repercussão do caso foi exagerada. Ele nega que sua agressividade com Finegold tenha sido influenciada pelo consumo de álcool. Se tivesse bebido, afirmou, sua reação teria sido ainda mais forte. Informações de Ros Taylor [The Guardian, 28/2/06].