Friday, 14 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1292

Amantes do rádio, uni-vos!

Há urgência para resolver os problemas do rádio, pois estes são vários e podem fazer com que este meio de comunicação desapareça em meio aos interesses econômicos que provocam desprezo crescente por um veículo que faz parte da vida de muitas pessoas acompanhando – no trabalho, no lar, nos exercícios físicos, no caminho da roça, enfim, em todos os passos dos cidadãos que dele gostam e que dele recebem ensinamentos, cidadania e solidariedade.

Os problemas de nosso rádio se avolumam, o ouvinte se queixa da falta de programas que realmente acompanhem o desenvolvimento da tecnologia e o avanço científico dos dias de hoje ou que estejam a serviço dos reais interesses da população. Profissionais de rádio e ouvintes têm a missão mais do que urgente, lutar pela valorização deste meio de comunicação que precisa urgentemente ser modernizado em termos de som, programas, interatividade e participação do ouvinte. É necessário que todos aqueles que estejam envolvidos direta ou indiretamente no rádio lutem pela valorização de um veículo que tem história e precisa ser reconhecido em importância e consideração.

Para os jovens

É preciso gerar o nascimento de novos ouvintes e fazer com que os jovens tenham programação radiofônica que atenda a seus interesses e possa lhe dar subsídios para seu crescimento na vida, gerando inteligência, comunicação e satisfação. Além disso, é preciso modernizar o rádio, dando àqueles que o procuram emissões de qualidade e programação adequada aos interesses de todas as classes sociais e todas as idades. O rádio dos dias de hoje tem de ser questionado, pois a programação muitas vezes está afastando o novo público que pode surgir .

Há casos de jovens que nunca ouviram rádio informativo nem tiveram a oportunidade de conhecer seu funcionamento e sua importância. É preciso que as emissoras e todos que dela fazem parte, principalmente dirigentes, procurem verificar, por meio de pesquisas, o atual desinteresse do jovem pelo rádio, criando mecanismos de aproximação com as novas gerações deste meio de comunicação, um dos mais importantes ontem, hoje e sempre.

******

Presidente da Associação de Ouvintes de Rádio do Ceará