Monday, 20 de May de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1288

Canal de TV estatal expande atuação internacional

A emissora estatal China Central Television (CCT) lançou uma campanha internacional agressiva para ampliar a influência do país no exterior, noticiam Matthew Garrahan e Kathrin Hille [FT.com, 7/11/11]. Um escritório está sendo construído em Washington, para transmitir programação em inglês direto da capital americana a partir de 2012. O canal está à procura de um apresentador para ser o rosto da emissora.

A CCT produz os programas de notícias e de propaganda do Partido Comunista e planeja ter uma programação original de seis horas diárias para os EUA. Um escritório também foi construído em Nairóbi, de onde será transmitido o canal em inglês para a África. É planejado, ainda, um centro de transmissão na Europa. “Eles têm um plano muito ambicioso para aumentar a distribuição do canal em inglês”, afirmou uma pessoa familiar com a estratégia de expansão. “Mas não querem tornar público o plano sem estarem prontos”.

A iniciativa ocorre em um momento em que o Partido Comunista considera que a China está com uma imagem negativa na mídia ocidental. “As quatro grandes agências de notícias ocidentais dominam 80% do fluxo de notícias, e se a China quiser fortalecer seu poder deve falar por meio de sua própria mídia”, avalia Dong Tiance, professor de jornalismo da Universidade Jinan. “O fortalecimento da exibição internacional permite que o mundo nos entenda melhor e aumenta nossa influência”. O canal em inglês da CCT já está disponível em um número limitado de residências americanas, via cabo e satélite, em locais com alta concentração de população chinesa.