Tuesday, 23 de April de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1284

O Brasil nas lentes da CNN

A CNN tem pouca audiência no Brasil porque é falada em inglês e transmitida pelos canais pagos. É uma pena, porque quem tem direito a assistir a CNN em geral também tem acesso à BBC – que está no pólo oposto.


Na semana passada, a CNN apresentou uma série de reportagens sobre o Brasil — Eye on Brazil — produzidas e apresentadas pelo veterano Jim Clancy. As matérias tinham o indefectível simplismo daquele canal. Mas na última quarta-feira (29/11), Clancy mudou de estilo e apresentou um debate com quatro brasileiros sobre o futuro do Brasil, todos falando em inglês. Mau inglês diga-se.


Mas o que chamou a atenção – e isso não exige qualquer conhecimento do idioma de Shakespeare – é que três dos quatro convidados eram assumidamente do governo ou do partido do governo: o ministro da Cultura, Gilberto Gil, a ex-prefeita Marta Suplicy e o diretor da Petrobras, Ildo Sauer.


Mesmo sem entender inglês ficou evidente que o programa não poderia ser isento. E quem entendesse um pouquinho de inglês perceberia que a única voz independente era a de Yvone Bezerra de Mello, dirigente a ONG Uerê que assiste às crianças de rua. Os outros três repetiam o blablablá chapa-branca sem qualquer compromisso com a realidade.


Para encerrar, o ministro-menestrel agarrou o violão e cantou ‘Aquele abraço’. Em português. Dias depois revelou-se que a patrocinadora da série foi uma empresa estatal brasileira. Pelo visto, a CNN aderiu ao padrão IstoÉ de jornalismo.