Tuesday, 16 de August de 2022 ISSN 1519-7670 - Ano 22 - nº 1200

Jornalistas no Mundo, por Enio Moraes Júnior

Enio Moraes Júnior. (Foto: Divulgação)

Conheci Enio Moraes Júnior no Departamento de Jornalismo e Editoração da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo há 15 anos. Era uma manhã de sol quando começamos a conversar sobre nossos planos como professores e pesquisadores. Estávamos acompanhados pelo sociólogo José Luiz Fernandes Cerveira, meu amigo de infância e hoje professor na Universidade Federal do Paraná.

Moraes Júnior nos convidou para um almoço light, como gosta de enfatizar, em um quiosque que fica ao lado do Instituto de Psicologia da USP. Logo após a deliciosa e barata refeição, nosso novo amigo começou a fazer perguntas sobre cidadania, meio ambiente, interesse público, entre outros temas tendo, é claro, o jornalismo como pano de fundo. Passamos umas três horas conversando sobre as mazelas do Brasil e os destinos dos sonhadores que, como nós, estavam em busca de um cantinho para concretizar os diversos projetos pessoais e sociais.

Considero Moraes Júnior um jornalista de vanguarda, justamente pela ênfase das pautas em suas reportagens independentes, assim como nas pesquisas de mestrado e doutorado realizadas, com orientação do Prof. Dr. José Coelho Sobrinho, do programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da ECA-USP, especialmente durante a passagem por Portugal.

O último trabalho no Brasil foi como docente do curso de jornalismo da Escola Superior de Propaganda e Marketing, em São Paulo, quando participou, ativamente, desse projeto inovador coordenado pela Profa. Dra. Maria Elisabete Antonioli.

Quando Moraes Júnior resolveu imigrar para a Alemanha, nos pegou de surpresa não só pela aventura, mas também pela proposta de vida no velho continente. “Gosto de conhecer pessoas”, justificou em um encontro de despedida em seu lindo apartamento no bairro do Sumaré, na capital paulista.

Mesmo diante das dificuldades em decorrência dos tempos remotos causados pela pandemia do novo coronavírus (COVID-19), a veia de repórter continua atuante e, por isso, Enio Moraes Júnior nos brinda com a série Jornalistas no Mundo, uma iniciativa do Grupo de Pesquisa em Jornalismo Popular (ALTERJOR) em parceria com o Observatório da Imprensa.

Esse especial é um deleite para quem deseja conhecer o trabalho universal da reportagem, assim como um presente aos jovens jornalistas pois, afinal, a entrevista é uma ferramenta do cotidiano, como aprendi naquele almoço light na USP.

Confira algumas matérias do projeto publicadas neste ano:

***

Luciano Victor Barros Maluly é professor da Universidade de São Paulo e pesquisador do Grupo de Pesquisa em Jornalismo Popular (ALTERJOR) da ECA-USP.