Wednesday, 28 de February de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1276

Autoridades ameaçam imprensa local com corte de publicidade

Mais de um quarto de editores de jornais locais no Reino Unido dizem já ter recebido ameaças de corte de verbas publicitárias por parte de órgãos governamentais insatisfeitos com a cobertura dos veículos. A organização Newspaper Society, dedicada à imprensa local, entrou em contato com todos os editores de jornais em seu banco de dados, e 37 deles responderam a uma pesquisa sobre liberdade de imprensa.

Destes 37, 27% disseram que algum órgão público já entrou em contato para dizer que suspenderia a publicidade governamental por conta de alguma matéria, questionamento ou a presença de um repórter em determinado evento. Dos ameaçados, 40% afirmaram que a ameaça foi cumprida. “Parece que o único objetivo destas autoridades é proteger suas reputações, em vez de nos fornecer informações que sejam úteis para o público. Geralmente, eles simplesmente não retornam nossos pedidos e esperam que nós desistamos”, comentou um editor.

Liberdade e regulação

Os editores também responderam à pergunta “Você acha que o Inquérito Leveson e os eventos ligados a ele afetaram a relação do seu jornal com os leitores?”: 49% disseram que sim; 46%, que não; e 5% não sabiam dizer.

“Há leitores – incluindo conselheiros locais, por exemplo – que não fazem uma distinção entre a imprensa nacional e a local, e desta forma nós temos sido tachados da mesma maneira”, afirmou um dos editores. Outro completou: “A proposta por um braço de mediação para qualquer novo regulador é um perigo claro e presente para o futuro da imprensa local, e é um caminho certo para advogados ganharem dinheiro às nossas custas”.

Diante da questão “Você acha que a atual estrutura legal e regulatória da imprensa tem um efeito positivo ou negativo na liberdade de imprensa?”, 43% responderam que tem um efeito negativo; 41%, nenhum efeito; e 16%, um efeito positivo.

“Esta pesquisa ilustra como a estrutura regulatória atual sobre a imprensa já tem um impacto negativo sobre a liberdade de imprensa, e a última coisa que precisamos agora é ser sujeitos a uma regulação ainda mais pesada”, afirmou Adrian Jeakings, presidente da organização.

Outros números da pesquisa:

** 57% dos editores usam o Twitter para cobrir eventos públicos

** 87% publicam vídeos online

** 37% costumam enviar diariamente um repórter para cobrir o tribunal local

** Em média, repórteres de jornais locais comparecem a entre seis e 15 reuniões de órgãos públicos por mês.

A pesquisa fez parte da Semana do Jornal Local, realizada na semana passada, que teve como tema deste ano a liberdade de imprensa.