Thursday, 20 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1292

ABC News restringe pagamento por entrevistas exclusivas

Sem qualquer anúncio ou alarde, a rede de TV americana ABC News passará a limitar a prática de pagar por entrevistas, vídeos ou fotos exclusivos. A nova política foi confirmada pelo porta-voz Jeffrey Schneider, que ressaltou a força do jornalismo da rede, a excelência de seus âncoras, correspondentes e produtores, e o tamanho da audiência. “Estes acordos [financeiros] tornaram-se uma muleta desnecessária”, afirmou.

Isto não significa que as entrevistas exclusivas pagas estão terminantemente proibidas, mas fontes da rede informaram que serão necessárias circunstâncias extraordinárias – e aprovação do alto escalão da administração – para permitir sua realização.

Dinheiro e mais dinheiro

Em 2008, a ABC passou por uma situação delicada ao comprar, por US$ 200 mil, fotos de Casey Anthony, acusada de matar a filha de dois anos, logo após sua condenação. O pagamento da emissora só se tornou público no ano passado. Recentemente, Casey foi inocentada do assassinato em um polêmico veredicto.

Um outro momento vergonhoso foi quando a ABC concordou em pagar US$ 10 mil para uma mulher que alegou ter injetado Botox na filha de oito anos. Depois de aparecer no programa Good Morning America, a mulher admitiu ter usado um nome falso e ter inventado a história. A rede segurou o pagamento que havia prometido a ela. A ABC também pagou de US$ 10 mil a US$ 15 mil a Meagan Broussar, uma das mulheres que trocavam mensagens de texto com conteúdo sexual com o então deputado Anthony Weiner, por fotos que havia enviado a ele.

Revisão

Para Chris Cuomo, âncora do programa 20/20, esta é uma das situações com a qual jornalistas têm de conviver. “Gostaria que não houvesse dinheiro envolvido, mas a gente sabe que, se não for assim, a informação vai para outro lugar disposto a pagar”, afirmou.

As mudanças na política da ABC News foram motivadas por Ben Sherwood, que assumiu a divisão de notícias em dezembro. Ele começou uma ampla revisão que incluiu a questão do pagamento – que acontecia sem grandes supervisões e prejudicava a credibilidade da rede. Informações de Howard Kurtz [The Daily Beast, 25/7/11].