Sunday, 23 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1293

Autoridade Palestina proíbe operações da al-Jazira

A Federação Internacional dos Jornalistas condenou nesta quinta-feira [16/7] a decisão da Autoridade Palestina de proibir a exibição da emissora de TV al-Jazira na Cisjordânia. Segundo Aidan White, secretário-geral da Federação – que representa mais de 600 mil jornalistas em 120 países –, trata-se de uma ‘séria violação’ da liberdade de imprensa. ‘Esta decisão revela intolerância por parte da Autoridade Palestina e sugere que ela está tentando controlar a mídia ao reprimir veículos dos quais não gosta. Esta proibição deveria ser anulada imediatamente’, completou.


O Ministério da Informação palestino suspendeu as operações da rede do Catar esta semana com a justificativa de que ela transmite informações falsas. O Ministério afirmou ainda que levará a emissora à justiça por conta de uma reportagem exibida na quarta-feira [15/7]. Na matéria em questão, Faruq Kaddumi, membro da Organização pela Libertação da Palestina, acusava o presidente Mahmud Abbas de colaborar com Israel na morte do líder palestino Yasser Arafat, em 2004. A reportagem foi exibida poucas semanas antes do congresso geral da facção política Fatah, dirigida por Abbas, que deverá renovar sua liderança pela primeira vez em 20 anos. Informações da AFP [16/7/09].