Thursday, 20 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1292

Empresa suspende conteúdo até que haja pagamentos

A empresa Visual Arts Source anunciou que interromperá o envio de conteúdo ao Huffington Post até que o site concorde em pagar pelos serviços de seus funcionários – e quer que outros colaboradores do HuffPost façam o mesmo.

Em um post no site da empresa, o publisher e co-editor Bill Lasarow escreveu que sabia das políticas de pagamento do HuffPost quando concordou em fornecer conteúdo gratuitamente. No entanto, depois da compra do site pela AOL por US$ 315 milhões, a Visual Arts Source fez duas demandas – a proposta de um cronograma de pagamento a ser implementado para todos os blogueiros e escritores colaboradores e a separação entre conteúdo promocional e editorial.

Segundo Lasarow, um dos objetivos em organizar a greve é profissionalizar a relação entre o HuffPost e seus colaboradores. ‘Não é ético esperar que profissionais treinados e qualificados contribuam gratuitamente com material de qualidade’, observou.

O HuffPost afirmou que o site tem 143 editores, redatores e repórteres em sua equipe editorial, desmentindo a alegação de que não paga por sua força de trabalho. Há um grupo de colaboradores que está ciente das políticas de pagamento do site e que é compensado pela exposição que recebe por escrever para o HuffPost. É o que pensa a colaboradora Judy Shapiro. ‘Exploração significa que um lado está tirando vantagem do outro. Isto nunca foi o caso aqui. As pessoas candidatam-se a ser blogueiros e são aceitas ou não segundo o mérito de seu trabalho e sua habilidade de atrair leitores. Ninguém entrou para o HuffPo sem saber disso’, opinou. Informações de Alex Alvarez [MediaIte, 3/3/11].