Sunday, 23 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1293

Google Places não terá mais conteúdo de terceiros

A decisão do Google de parar de copiar revisões e críticas sobre estabelecimentos de outros sites para colocar no Google Places, serviço que oferece informações sobre empresas locais, é o primeiro indício da mudança de prática da gigante de buscas depois que a Comissão Federal de Comércio dos EUA abriu uma investigação antitruste sobre a empresa no mês passado. Um inquérito semelhante foi aberto na Europa em 2010. Serviços rivais, como o Yelp, que dependem de conteúdo gerado por usuários, reclamaram que o Google estava usando dados de seus usuários para obter vantagem injustamente.

A decisão foi tomada uma semana depois de Dana Wagner, diretora jurídica da gigante de buscas, ter sido criticada sobre a prática em uma conferência de promotores. Diversos estados americanos começaram investigações próprias sobre as práticas de negócios do Google. “Com base em análise sobre a direção futura do Google Places e no feedback recebido, o conteúdo de outros sites foi removido”, informou Avni Shah, diretor de gestão de produtos do Google.

Críticos do Google também pediram a reguladores que tomem providências contras cópias anteriores. “A decisão do Google de temporariamente parar de roubar conteúdo de outros sites deve ser seguida por um comprometimento de não recair na prática”, disparou o porta-voz do FairSearch.org, grupo de companhias e parceiros de tecnologia em busca de competição de suportes, transparência e inovação em buscas online. Informações de Richard Waters [Financial Times, 24/7/11].