Tuesday, 21 de May de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1288

Jornal islâmico questiona 11 de setembro

O jornal islâmico australiano Mecca News lançou uma campanha para convencer os muçulmanos de que os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001 são uma farsa criada pelos EUA, informa nota da Australian Associated Press [9/9/05]. Segundo o jornal, os destroços do avião não teriam sido encontrados dentro do Pentágono, em Washington, e, conseqüentemente, nenhuma aeronave teria se chocado com o prédio. O artigo no Mecca News acusa ainda a Austrália de só agora ‘ter entrado no debate sobre o que realmente aconteceu’. O jornal, publicado pela Associação Ahlus Sunnah Wal-Jamaah, foi fundado e é editado pelo xeque Mohammed Omran, clérigo fundamentalista que recentemente causou revolta ao afirmar que Osama bin Laden é um bom homem e questionar a autoria dos ataques à bomba no sistema de transporte público de Londres, em julho deste ano. Com informações de Cameron Stewart [The Australian, 9/9/05].



Repórter que entrevistou bin Laden é novamente preso

A Suprema Corte espanhola ordenou, na sexta-feira (16/9), a prisão do jornalista Tayseer Alouni, que entrevistou Osama bin Laden logo após os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001. Alouni, de origem síria e cidadania espanhola, é réu em um julgamento que acusa 24 homens de pertencerem ou colaborarem com a organização terrorista islâmica al-Qaeda. O jornalista havia sido detido e solto em março, por razões de saúde, mas ordenado a permanecer em prisão domiciliar até o encerramento do julgamento, que deve acontecer no fim deste mês. Alouni é acusado de levar dinheiro para a al-Qaeda em viagens que fez para o Afeganistão a trabalho. Se condenado, pode pegar até nove anos de prisão. Informações da Reuters [17/9/05].