Sunday, 23 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1293

Jornalistas presos por filmar matança de focas

Dois jornalistas foram presos na quinta-feira [16/7] pela polícia da Namíbia por filmar a matança anual de focas bebês na costa do país. O repórter investigativo britânico Jim Wilckens e o cinegrafista sul-africano Bart Smithers foram detidos quando tentavam registrar o controverso abate dos animais – a pauladas – para a comercialização de sua pele.


Wilckens, que é membro da agência britânica EcoStorm, e Smithers faziam a reportagem para a organização não governamental holandesa Bont Voor Dieren. Segundo Andrew Wasley, diretor da EcoStorm, os dois profissionais teriam sido espancados por pessoas envolvidas na matança. Wasley classificou o incidente de um ‘claro e violento ataque a dois jornalistas que estavam fazendo seu trabalho’. As câmeras e imagens feitas antes da prisão foram confiscadas pela polícia – que prometeu devolver os equipamentos.


Angula Amulungu, porta-voz da polícia local, confirmou as detenções e afirmou que os jornalistas violaram o Ato de Pesca e Recursos Marinhos. Wilckens e Smithers, completou, poderão apelar da prisão diante de um tribunal nesta sexta-feira [17/7]. A temporada oficial de caça de focas para comercialização teve início em 1º de julho e deve levar à morte de 85 mil animais na costa da Namíbia. Informações da AFP [16/7/09].