Thursday, 30 de May de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1289

‘Washington Post’ anuncia troca de publisher

O Washington Post anunciou na terça-feira [2/9] a saída de sua publisher, Katharine Weymouth. Katharine será substituída por Fred Ryan, que foi o primeiro executivo-chefe do site Politico. Ela teria sido avisada por Jeff Bezos, há algumas semanas, sobre sua saída. O Post foi comprado por Bezos, o fundador da Amazon, há pouco mais de um ano. 

“A contratação de Ryan, 59, encerra oito décadas de liderança da família Graham no Post e enfatiza a mudança do jornal para uma nova era marcada pela ampliação das ambições online e por uma determinação para se construir uma maior audiência nacional e internacional”, afirmou artigo no próprio Post sobre a substituição. O diário foi comprado pelo bisavô de Katharine em 1933 e vendido para Bezos em agosto de 2013.

Em artigo no site do Instituto Poynter, o pesquisador Rick Edmonds avalia a troca de guarda. Para ele, o anúncio não foi uma surpresa – seu palpite é que a publisher e o novo proprietário do jornal teriam concordado que ela ficaria no posto durante o período de transição dos negócios. “A demissão anunciada hoje de Katharine Weymouth do cargo de publisher do Washington Post simplesmente completa a mudança de propriedade iniciada um ano e um mês atrás”, resume.

Tempos de crise

“É difícil chamar os mais de seis anos de Katharine como publisher de um sucesso, mas eu não diria que ela falhou no cargo. Ela assumiu o controle durante o pior momento possível, em 2008, quando a profunda recessão acelerava o já apressado declínio da publicidade impressa, especialmente em jornais metropolitanos. Ela supervisionou experimentos com novas fontes de receita e uma série de estratégias para o crescimento digital”, escreve Edmonds.

No fim de 2012, Katharine convenceu seu tio, o então CEO Donald Graham, de que era hora de o Post mudar de mãos e de ares. Nesta mesma época, ela contratou o editor-chefe Martin Baron, que trabalhava no Boston Globe. Fred Ryan, que assume o posto de publisher em 1º de outubro, já avisou que não tem planos de substituí-lo ou ao editor das páginas editoriais, Fred Hiatt.

Em email à redação anunciando a saída, Katharine afirmou que irá assessorar Ryan e o Post até o fim de 2014. “Sentirei falta de todos vocês. Sempre sentirei o Post como parte de mim. Lerei o jornal todos os dias no papel e online. E, como meu tio, estarei torcendo de fora do campo”, escreveu ela, despedindo-se da equipe.