Friday, 12 de April de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1283

NYT processa governo por documentos

O New York Times abriu processo contra o Departamento de Defesa americano, no início desta semana. O jornalão reivindica acesso aos documentos do programa de espionagem doméstica da Agência de Segurança Nacional noticiado por ele em dezembro.


O Times publicou, no fim do ano passado, matéria sobre um programa da ASN para interceptar comunicações dentro do território americano. Os grampos teriam o objetivo de descobrir e monitorar conexões da rede terrorista al-Qaeda, e foram iniciados após os atentados de setembro de 2001. O programa, entretanto, recebeu muitas críticas, porque pode ser considerado ilegal. Há uma lei federal que obriga o governo a obter mandados de um tribunal federal secreto para que possa realizar operações de vigilância dentro dos EUA – o que não foi feito.


Bush classificou a divulgação da informação sobre a existência dos grampos de um ‘ato vergonhoso’, e o Departamento de Justiça americano abriu uma investigação para descobrir o responsável pelo vazamento para o Times.


Documentos e nomes


O jornal reivindica uma lista de documentos, incluindo todos os memorandos internos e mensagens de correio eletrônico sobre o programa, e a identidade de todas as pessoas identificadas pelos grampos ilegais.


Os papéis haviam sido pedidos primeiramente com base no Freedom of Information Act, lei sobre o acesso a documentos governamentais, mas o Times estava insatisfeito com a resposta do Pentágono – que alegava que o pedido estava ‘sendo processado o mais rápido possível’. O advogado do Times, David McCraw, afirmou que ‘esta é uma história importante que continuará a ser buscada pelos nossos repórteres’. Informações da Reuters [27/2/06].