Tuesday, 18 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1292

Sarah Palin estreia como apresentadora de TV

Sarah Palin virou apresentadora de TV. A ex-governadora do Alasca e ex-candidata à vice-presidência dos EUA estreou na emissora conservadra Fox News na semana passada [1/4] em um programa especial batizado deReal American Stories (histórias americanas reais, em tradução livre), em que narra perfis de americanos – alguns famosos, outros heroicos – em formato detalk show.

O programa mostrou a história do empresário e filantropo George Weiss, que fundou uma organização sem fins lucrativos para ajudar a pagar pelo estudo de jovens pobres, e Sarah recebeu no estúdio um grupo de estudantes envolvidos no projeto. Em seguida, foi mostrado o perfil do militar Jason Dunham, que morreu no Iraque em 2004 ao proteger seus colegas da explosão de uma granada. Também foi contada a história de um menino com paralisia cerebral.

Polêmica

Poucos dias antes da estreia, o programa de Sarah caiu em uma polêmica depois que o rapper LL Cool J, anunciado como um dos convidados, reclamou em seu perfil no Twitter que a Fox News havia pegado uma entrevista antiga feita com ele por outra emissora para usar, sem o seu consentimento, noReal American Stories. Outro artista anunciado antes da estreia, o músico Toby Keith fez a mesma queixa.

LL Cool J acabou não aparecendo. A entrevista antiga de Keith foi incluída no programa – seus representantes disseram ter ficado surpresos, mas aparentemente não haviam pedido para que ela fosse removida antes da exibição. Norelease sobre o especial, a Fox News dizia que ele seria ‘apresentado por Sarah Palin’, mas em nenhum momento deixou claro se ela entrevistaria de fato os ‘convidados’.

Marca

Em um artigo de opinião noNew York Times [4/4], o colunista David Carr ressalta como Sarah ultrapassou todas as expectativas de seus críticos após o fiasco da campanha presidencial de 2008 – em que passou de uma ilustre desconhecida no cenário político nacional para alvo de piadas por seu despreparo para um dos cargos mais importantes do país – e se tornou uma lucrativa marca midiática.

Além do especialReal American Stories, que será apresentado quatro vezes por ano, Sarah também tem aparecido como comentarista na Fox News e, em breve, estará em uma série do canal TLC chamadaSarah Palin´s Alaska. Ela também virou autora. Seu livro de memórias,Going Rogue, vendeu 2,2 milhões de cópias, e a política recebeu U$ 1,25 milhão da editora HarperCollins para escrevê-lo. Com informações de Anahad O´Connor [The New York Times, 1/4/10].