Wednesday, 06 de July de 2022 ISSN 1519-7670 - Ano 22 - nº 1194

A mídia no caso Cunha

O Observatório da Imprensa analisou como a mídia reportou as denúncias contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha

O escândalo envolvendo o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, mobiliza a mídia nacional muito antes da denúncia chegar ao Supremo Tribunal Federal encaminhada pelo Procurador-geral da República Rodrigo Janot. O parlamentar é acusado de ter se beneficiado de um esquema por onde circularam 40 milhões em propina. O dinheiro passou por contas na Suíça e Uruguai. O Ministério Público pede que o deputado e a ex-deputada federal Solange Almeida devolvam 80 milhões de dólares aos cofres públicos. Mesmo com todas as evidências, Eduardo Cunha se declara inocente e diz que a renúncia não faz parte do vocabulário dele.

Os juristas ouvidos pela imprensa avaliam que o teor do crime, a variedade de provas e o uso do cargo podem acabar com o pouco prestígio do presidente da Câmara, abrindo espaço para a cassação do mandato. Jornais e revistas abriram espaço e deram destaque expressivo ao caso nas capas e principais colunas. Telejornais, sites e blogs atualizam as notícias minuto a minuto. Mas será que a mídia está tratando do assunto com firmeza? O Observatório da Imprensa analisa a cobertura da mídia no caso que mobiliza a sociedade e que pode mudar os destinos do país.