Wednesday, 06 de July de 2022 ISSN 1519-7670 - Ano 22 - nº 1194

O Levante Comunista

O Observatório da Imprensa relembra os 80 anos do levante comunista de 1935.

Nesta edição, o Observatório da Imprensa revisita o passado para relembrar os 80 anos do Levante Comunista, Revolta ou Insurreição Comunista de 1935. O movimento que reuniu integrantes da Aliança Libertadora Nacional  teve início em Natal, mas rapidamente se propagou pelo Recife e Rio de Janeiro. Militares, operários e intelectuais de esquerda lideraram a insurreição contra o governo de Getúlio Vargas, apoiados pelo Partido Comunista Brasileiro. E tiveram como principal líder Luís Carlos Prestes, capitão do exército brasileiro e líder tenentista, nesta altura convertido ao comunismo.

A ideia era fazer uma revolução baseada na Reforma Agrária com nacionalização das empresas estrangeiras. Contudo, a Revolta armada não recebeu o apoio de toda a esquerda, de acordo com a historiadora da FGV, Alzira Abreu.

Prestes e Olga Benário, enviados por Moscou para reforçar e liderar a revolta, foram duramente perseguidos e presos. “A deportação de Olga, mulher de Prestes, foi uma vingança do governo Vargas já que não podia torturar Prestes porque o desgaste seria muito grande”, afirmou a filha do casal Anita Benário Prestes.

A repressão ao movimento permitiu que o Congresso Nacional  decretasse o Estado de Guerra, com  restrição das liberdades e garantias individuais e  preparou o caminho para que Getúlio Vargas instituísse o Estado Novo em 1937.