Tuesday, 05 de March de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1277

Best-seller polêmico

CBS POR DENTRO

O livro de Bernard Goldberg, "Bias: A CBS Insider Exposes How the Media Distort the News" (Preconceito: íntimo da CBS mostra como a imprensa distorce as notícias), alcançou a sétima posição na lista de mais vendidos do New York Times. O sucesso da obra polêmica, em que o ex-correspondente acusa a CBS de assumir posição esquerdista em seus noticiários, fez com que o nome do autor fosse cogitado por executivos da CNN, da Fox News e da MSNBC para apresentar um programa de TV.

Embora não descarte a possibilidade, Goldberg afirma que não está à procura de emprego e que, ao contrário do que as pessoas pensam, não é um "conservador de carteirinha": "Minha crítica parte da concepção liberal sobre o que é jogo limpo." J. Max Robins [TV Guide, 21/1/02] conta que, para o autor, uma das conseqüências da tendência esquerdista das redes pode ser notada quando os noticiários dão "números inflacionados" ao retratar problemas sociais, como casos de Aids e de desemprego.

Jeff Greenfield, apresentador da CNN, acha que o colega identifica algo importante quando aponta o uso de números exagerados, "mas Bernie entende o motivo de forma errada". Em sua opinião, "muitas vezes a imprensa usa estatísticas sobre qualquer assunto, sem muita análise ou questionamento, simplesmente porque os dados são mais dramáticos". "Em parte, a mídia é freqüentemente culpada não por ter uma tendência liberal, mas por ser muito alarmista", acredita Greenfield. "Não é inclinação esquerdista, mas populista, em que a história é sempre a do pobre cidadão versus o grande governo mau."

Em artigo para o Arizona Republic (20/1/02), Steve Rendall e Peter Hart, analistas da Fair (Fairness & Accuracy in Reporting), criticam duramente o livro de Goldberg. Para eles, é irônico que críticos de direita ? "que conseguem achar inclinação socialista no boletim meteorológico" ? acreditem que exista um preconceito contra eles: "Se existe uma tendência em direção aos democratas, por que os republicanos receberam apoio da maioria dos jornais em todas, com exceção de duas, eleições presidenciais desde 1932?" No final, mandam um aviso ao jornalista: "A grande mídia não é mais liberal do que os conglomerados que a controlam ou do que os anunciantes que pagam suas contas".

Leia também