Friday, 01 de March de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1277

China mais aberta

TELETIPO

A China continental está abrindo mais espaço para emissoras de TV estrangeiras operarem em seu território. A News Corporation, de Rupert Murdoch, já tem canal em mandarim na província de Guangdong, atingindo cerca de 1 milhão de pessoas. Agora, ganhou autorização de transmissão para hotéis com mais de três estrelas e áreas residenciais com grande número de estrangeiros. Pequim, que mantêm rígido controle sobre a televisão, concedeu permissão semelhante ao canal financeiro Bloomberg. As informações são da AP [9/1/03] e The Guardian [8/1/03].

Na tentativa de reaver a audiência perdida com a queda das bolsas, a rede americana de notícias financeiras CNBC exibiu seu primeiro documentário: The Big Heist: How AOL Took Time Warner (o grande assalto: como a AOL tomou a Timer Warner). O vídeo retoma a idéia de que o presidente da Time Warner, Gerald Levin, errou ao vender a empresa, supervalorizada com a bolha da internet. Mesmo sem Levin e Steve Case, presidente da AOL, o filme mostra figuras da mídia como Rupert Murdoch e Michael Eisner, que comentam a grande transformação que a fusão proporcionou. As informações são da Reuters [8/1/03].

O ramo de revistas nos EUA pode estar lentamente saindo da pior crise de publicidade dos últimos 50 anos. Dados do Publishers Information Bureau mostram que os ganhos das revistas com publicidade em 2002 foram de US$ 16,7 bilhões, contra US$ 16 bilhões em 2001. O maior financiador foi a indústria automotiva, que gastou US$ 1,8 bilhão em propaganda. A revista People foi a que teve maior número de páginas de publicidade no ano passado ? 3.700, contra 3.505 da segunda colocada, Forbes. As informações são da Reuters [10/1/03] e do New York Daily News [7/1/03].