Monday, 20 de May de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1288

Como saber se você não é um réptil

Carlos H. Knapp

A Hexacta, uma empresa pontocom, pagou 4 páginas sucessivas na Gazeta Mercantil para nos submeter a um teste. Na primeira página, uma frase composta sobre um grafismo atroz faz um sedutor convite:

Aqui vai um teste para você descobrir se a sua empresa está realmente pronta para a nova economia.

Curioso, você abre a página dupla seguinte e se depara com um espantoso ser híbrido.

Da cintura para cima, um executivo bem vestido, de óculos e documentos na mão; da cintura para baixo, um réptil pelado e não identificado – talvez um dinossauro. Cobrindo a problemática sutura dos dois corpos, uma faixa propõe a questão do teste:

Você já pensou nas vantagens que uma estratégia global em web pode trazer para a sua empresa?

Trata-se de uma pergunta fechada e, para responder, você só precisa colocar um X na casa do sim ou na casa do não. Feito isso, você mesmo se avalia: se respondeu sim, é um executivo. Se respondeu não…

Na quarta página, o anunciante se prepara para colher os frutos de seu teste, dizendo:

Hexacta. soluções integradas em internet para empresas que pensam.

Até a aparição desse anúncio, os leitores do jornal não tinham idéia de que eram meio executivos, meio répteis. Devem ter ficado assombrados e gratos pela oportunidade de opção. Entretanto, duvido que mesmo aqueles poucos que tenham se identificado com a parte de baixo do ser híbrido se sensibilizem a ponto de cumprir o comando: "na hora de interligar estratégia e tecnologia, pense por completo: pense Hexacta".

Volta para o índice

Observatório da Propaganda – texto anterior

Observatório da Propaganda – próximo texto