Saturday, 22 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1293

CPJ protesta contra prisão de jornalistas em Cuba

TELETIPO

O Comitê de Proteção aos Jornalistas enviou carta ao presidente cubano Fidel Castro protestando contra a prisão de 27 jornalistas independentes. Segundo o CPJ [2/4/03], as detenções começaram em 18 de março: a polícia vasculhou casas, confiscou computadores, livros, câmeras e até objetos pessoais. A maioria foi acusada de agir "contra a independência do Estado", violar a lei que proíbe "colaboração com o embargo econômico" e aguarda julgamento. O comitê argumenta que os jornalistas foram presos simplesmente por exercer o direito à liberdade de expressão.

A bolsa de valores de Nova York mudou o projeto de regras para analistas financeiros devido a críticas da imprensa. A proposta exigia que analistas revelassem aos jornalistas possíveis conflitos de interesse antes de conceder entrevista e, caso esses interesses não fossem publicados, tais repórteres e veículos deveriam ser evitados. Companhias como a Dow Jones afirmaram que as regras, que previam sanções aos analistas, desrespeitavam o direito de liberdade de expressão e a independência jornalística. A NY Stock Exchange decidiu então eliminar as punições. Kate Kelly [Wall Street Journal, 4/4/03] conta que a bolsa decidiu também permitir a volta de jornalistas da al-Jazira, barrados na semana anterior pelo que alegou ser "questões de segurança".