Tuesday, 18 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1292

Cresce o volume de matérias sobre crianças e adolescentes

O estudo Infância na Mídia – Pesquisa ANDI / IAS analisa a atuação de 58 jornais e revistas brasileiros em relação às questões da infância e adolescência
A ANDI – Agência de Notícias dos Direitos da Infância e o Instituto Ayrton Senna lançam a 10ª edição da pesquisa Infância na Mídia, em 21 de março, durante a solenidade de premiação dos vencedores do Grande Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo, em São Paulo.
O estudo – realizado com o apoio do Unicef e Fundescola (Fundo de Fortalecimento da Escola) – evidencia a consolidação, no Brasil, de uma cultura jornalística que prioriza a investigação das ações em torno da garantia dos direitos das crianças e adolescentes. Desde de 1996, data da primeira edição da pesquisa, o número de matérias sobre o tema cresceu cerca de 500%.
Em formato revista, em policromia e com tiragem de 20 mil exemplares, a pesquisa "Infância na Mídia" é uma radiografia da cobertura jornalística sobre questões da criança e do adolescente, com objetivo de ampliar as relações entre os profissionais da imprensa e os atores sociais.
Em destaque, a publicação traz uma análise aprofundada da cobertura da mídia impressa inspirada pelo 10º aniversário do Estatuto da Criança e do Adolescente. Esta edição mostra ainda a consolidação do tema "Educação" na pauta nacional e o crescimento da quantidade de matérias sobre "Violência" (foram mais 121,65% de matérias em relação a 1999).
Foram analisadas 100% das matérias (64.396 inserções) sobre crianças e adolescentes publicadas, em 2000, pelos veículos pesquisados (veja relação abaixo), num total de 17.303 edições. Os dados são agrupados em temas – como "Educação", "Violência", "Saúde", "Drogas", "Diretos de Justiça" – para uma avaliação mais aprofundada das prioridades da pauta jornalística voltada para as questões da infância e da adolescência. Além disso, o estudo ainda observa, para uma avaliação qualitativa, se as matérias contribuem para a "Busca de Soluções" para os problemas dessa faixa etária (31,01% do total de matérias publicadas no ano 2000); se contêm "Denúncias"; além de identificar a "fonte primária" da informação.
Com a pesquisa "Infância na Mídia", a ANDI e o Instituto Ayrton Senna esperam colaborar com os meios de comunicação e com os atores sociais para a construção de um jornalismo capaz de refletir e reelaborar seus parâmetros de comportamento, no sentido produzir um jornalismo mais comprometido com os temas que importam à vida das crianças e adolescentes brasileiros.
Jornais pesquisados
Região Norte – A Crítica (AM), A Gazeta (AC), A Província do Pará (PA), Diário da Amazônia (RO), Diário do Pará (PA), Jornal do Tocantins (TO), O Estadão do Norte (RO), O Liberal (PA).
Região Nordeste – A Tarde (BA), Correio da Bahia (BA), Correio da Paraíba (PB), Diário de Natal (RN), Diário de Pernambuco (PE), Diário do Nordeste (CE), Gazeta de Alagoas (AL), Jornal do Commercio (PE), Jornal da Manhã (SE), Meio Norte (PI), O Dia (PI), O Estado do Maranhão (MA), O Imparcial (MA), O Norte (PB), O Povo (CE), Tribuna de Alagoas (AL), Tribuna do Norte (RN).
Região Centro-Oeste – A Gazeta (MT), Correio Braziliense (DF), Diário de Cuiabá (MT), Folha do Estado (MT), Jornal de Brasília (DF), O Popular (GO).
Região Sudeste – A Gazeta (ES), Correio Popular (SP), Diário da Tarde (MG), Diário Popular (SP), Estado de Minas (MG), Folha de S.Paulo (SP), Gazeta Mercantil (SP), Hoje em Dia (MG), Jornal da Tarde (SP), Jornal do Brasil (RJ), O Dia (RJ), O Estado de S.Paulo (SP), O Globo (RJ), Valor Econômico (SP).
Região Sul – A Notícia (SC), Diário Catarinense (SC), Folha de Londrina (PR), Gazeta do Povo (PR), Zero Hora (RS).
Revistas pesquisadas
Semanais – Época (SP), IstoÉ (SP), Veja (SP).
Mensais/femininas – Claudia (SP), Criativa (SP), Marie Claire (SP).
Economia e negócios – Amanhã (RS), Exame (SP).

Mais informações sobre a pesquisa "Infância na Mídia"
ANDI – Agência de Notícias dos Direitos da Infância
Raquel Raw, Graziella Nunes e Ana Flávia Flôres
Fone: (61) 322-6508
e-mail: pauta@andi.org.br

ASPAS

INFÂNCIA NA MÍDIA
O Estado de S. Paulo

INTERESSE P?BLICO

INFÂNCIA NA MÍDIA

O estudo Infância na Mídia ? Pesquisa ANDI / IAS analisa a atuação de 58 jornais e revistas brasileiros em relação às questões da infância e adolescência

A ANDI ? Agência de Notícias dos Direitos da Infância e o Instituto Ayrton Senna lançam a 10? edição da pesquisa Infância na Mídia, em 21 de março, durante a solenidade de premiação dos vencedores do Grande Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo, em São Paulo.

O estudo ? realizado com o apoio do Unicef e Fundescola (Fundo de Fortalecimento da Escola) ? evidencia a consolidação, no Brasil, de uma cultura jornalística que prioriza a investigação das ações em torno da garantia dos direitos das crianças e adolescentes. Desde de 1996, data da primeira edição da pesquisa, o número de matérias sobre o tema cresceu cerca de 500%.

Em formato revista, em policromia e com tiragem de 20 mil exemplares, a pesquisa "Infância na Mídia" é uma radiografia da cobertura jornalística sobre questões da criança e do adolescente, com objetivo de ampliar as relações entre os profissionais da imprensa e os atores sociais.

Em destaque, a publicação traz uma análise aprofundada da cobertura da mídia impressa inspirada pelo 10? aniversário do Estatuto da Criança e do Adolescente. Esta edição mostra ainda a consolidação do tema "Educação" na pauta nacional e o crescimento da quantidade de matérias sobre "Violência" (foram mais 121,65% de matérias em relação a 1999).

Foram analisadas 100% das matérias (64.396 inserções) sobre crianças e adolescentes publicadas, em 2000, pelos veículos pesquisados (veja relação abaixo), num total de 17.303 edições. Os dados são agrupados em temas ? como "Educação", "Violência", "Saúde", "Drogas", "Diretos de Justiça" ? para uma avaliação mais aprofundada das prioridades da pauta jornalística voltada para as questões da infância e da adolescência. Além disso, o estudo ainda observa, para uma avaliação qualitativa, se as matérias contribuem para a "Busca de Soluções" para os problemas dessa faixa etária (31,01% do total de matérias publicadas no ano 2000); se contêm "Denúncias"; além de identificar a "fonte primária" da informação.

Com a pesquisa "Infância na Mídia", a ANDI e o Instituto Ayrton Senna esperam colaborar com os meios de comunicação e com os atores sociais para a construção de um jornalismo capaz de refletir e reelaborar seus parâmetros de comportamento, no sentido produzir um jornalismo mais comprometido com os temas que importam à vida das crianças e adolescentes brasileiros.

Jornais pesquisados

Região Norte ? A Crítica (AM), A Gazeta (AC), A Província do Pará (PA), Diário da Amazônia (RO), Diário do Pará (PA), Jornal do Tocantins (TO), O Estadão do Norte (RO), O Liberal (PA).

Região Nordeste ? A Tarde (BA), Correio da Bahia (BA), Correio da Paraíba (PB), Diário de Natal (RN), Diário de Pernambuco (PE), Diário do Nordeste (CE), Gazeta de Alagoas (AL), Jornal do Commercio (PE), Jornal da Manhã (SE), Meio Norte (PI), O Dia (PI), O Estado do Maranhão (MA), O Imparcial (MA), O Norte (PB), O Povo (CE), Tribuna de Alagoas (AL), Tribuna do Norte (RN).

Região Centro-Oeste ? A Gazeta (MT), Correio Braziliense (DF), Diário de Cuiabá (MT), Folha do Estado (MT), Jornal de Brasília (DF), O Popular (GO).

Região Sudeste ? A Gazeta (ES), Correio Popular (SP), Diário da Tarde (MG), Diário Popular (SP), Estado de Minas (MG), Folha de S.Paulo (SP), Gazeta Mercantil (SP), Hoje em Dia (MG), Jornal da Tarde (SP), Jornal do Brasil (RJ), O Dia (RJ), O Estado de S.Paulo (SP), O Globo (RJ), Valor Econômico (SP).

Região Sul ? A Notícia (SC), Diário Catarinense (SC), Folha de Londrina (PR), Gazeta do Povo (PR), Zero Hora (RS).

Revistas pesquisadas

Semanais ? Época (SP), IstoÉ (SP), Veja (SP).

Mensais/femininas ? Claudia (SP), Criativa (SP), Marie Claire (SP).

Economia e negócios ? Amanhã (RS), Exame (SP).

Mais informações sobre a pesquisa "Infância na Mídia"

ANDI ? Agência de Notícias dos Direitos da Infância

Raquel Raw, Graziella Nunes e Ana Flávia Flôres

Fone: (61) 322-6508

e-mail: pauta@andi.org.br

ASPAS

INFÂNCIA NA MÍDIA

"?Estado? foi o que mais deu atenção à infância", copyright O Estado de S. Paulo, 14/03/01

"O Estado aumentou em 30,79% o número de reportagens apontando soluções para as questões da infância e adolescência no País, em 2000. Foi também considerado o veículo de comunicação da Região Sudeste que mais abordou o problema dos meninos e meninas de rua. Os dados fazem parte da 10? edição da pesquisa Infância na Mídia, uma iniciativa da Agência de Notícias dos Direitos da Infância (Andi) e do Instituto Ayrton Senna.

Segundo a pesquisa, o jornal optou por apresentar soluções para os problemas, deixando as denúncias para segundo plano. Um exemplo desse enfoque foi a série de reportagens, da jornalista Luciana Garbin e equipe, no balanço dos 10 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Por causa dessa série, o Estado é um dos cinco finalistas do Grande Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo, que está em sua quarta edição. Os vencedores serão anunciados no dia 21 de março, mesma data em que será lançada a pesquisa.

Há uma feliz coincidência entre o prêmio e os resultados da pesquisa. Desde 1996, um ano antes de ser lançada a premiação, o número de reportagens sobre infância e adolescência cresceu quase seis vezes. Nesta edição do estudo, foram analisados quase 65 mil textos sobre crianças e adolescentes publicados em 2000. Educção foi o principal tema abordado pelos veículos de comunicação – que incluem jornais, revistas, rádios e TVs. O segundo foi violência."

Volta ao índice

Interesse P?blico ? próximo texto

Mande-nos seu comentário