Monday, 24 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1293

Daniele Madureira

ESTADÃO SEM MESQUITAS

“Reestruturação do Estadão sai do papel”, copyright MM Online www.mmonline.com.br, 28/03/03

“Cláudio Galeazzi, que apresentou nesta quarta, dia 26, o projeto ao conselho consultivo, pode ser o novo diretor-superintendente do grupo

A família Mesquita, que controla o Grupo Estado, pode deixar a direção executiva das empresas do conglomerado de comunicação. O plano de reestruturação, encabeçado pelo consultor Cláudio Galeazzi, da Galeazzi & Associados, foi apresentado nesta quarta-feira, dia 26, ao conselho consultivo. A família – que compõe o conselho administrativo – conheceu o projeto na semana passada.

De acordo com a nova estrutura, ficariam apenas o atual diretor-superintendente do grupo, Francisco Mesquita Neto, e o diretor responsável pelo principal produto da casa, O Estado de S. Paulo, Ruy Mesquita.

Galeazzi deve se reunir na tarde desta quinta-feira, dia 27, com a atual direção, para definir a sua contratação como diretor-superintendente do grupo. O consultor, que realizou a reestrutura&ccediccedil;ão da Lojas Americanas, entre outras grandes empresas, começou a traçar as mudanças do grupo jornalístico em dezembro. Ao mesmo tempo, a reestruturação financeira das empresas ficou a cargo do ex-ministro Alcides Tápias, do economista Octávio Castello Branco e do advogado Roberto D?Utra Vaz.”

 

INVESTNEWS

“Uma nova agência de notícias”, copyright Comunique-se (www.comunique-se.com.br), 29/03/03

“A InvestNews S/A, empresa de mídia online controlada pelos grupos Gazeta Mercantil e Portugal Telecom, lançou nesta quinta-feira (27/03), em São Paulo, uma agência de notícias para cobrir a economia brasileira com ênfase na infra-estrutura de negócios: os setores de Comunicações, Energia, Finanças, Governo e Transportes. A agência quer ir além das hardnews e da informação minuto a minuto. As notícias – inclua-se aí o vaivém dos índices e das taxas que movem a economia – serão repercutidas à exaustão por especialistas e analistas de mercado. O valor e a origem dos recursos investidos na nova agência não foram revelados. A direção da InvestNews reforçou, no entanto, a importância da participação acionária da Portugal Telecom e da Gazeta Mercantil. A opção pela infra-estrutura de negócios é estratégica. As informações desses setores são vitais no cotidiano de qualquer empresa.

A agência começa com 31 jornalistas: 12 editores e 10 repórteres em São Paulo, 6 repórteres em Brasília e 3 repórteres no Rio de Janeiro. Também vai trabalhar com colaboradores em outras regiões.

O CEO da InvestNews, Aloisio Sotero, diz que pretende transformar a empresa no maior distribuidor de dados, análises e notícias para o mercado corporativo do País.

Um outro reforço é o Terminal Operativo InvestNews, um software que integra notícias, índices, gráficos em um terminal interativo para uso em banda larga. O cliente poderá, assim, ?tudo isso com apenas três clics?, fazer análises, simulações, projeções e comparações, com base nos dados sobre a infra-estrutura de negócios.

A InvestNews já era responsável pela exclusividade da distribuição online do conteúdo editorial produzido pela Gazeta Mercantil. Desde 98, oferece um ?banco de notícias? com todo o arquivo do jornal: cotações, taxas, índices, fundos de investimentos e ?e-balanços? (70 mil balanços). A empresa também produz os sites da GZM em português e inglês e distribui notícias, índices, indicadores, pesquisas, métricas e estudos econômico-financeiros para meios eletrônicos como sites, portais corporativos, celulares, terminais proprietários e PDA?s. A InvestNews tem hoje 3.890 clientes corporativos.

******

Eldorado 1- O diretor-executivo, João Lara Mesquita, confirmou sua saída da emissora. Mesquita fez reuniões para avisar os gerentes e disse que ?está todo mundo indo embora?, em referência aos seus familiares que deixam o Grupo Estado na esteira da reestruturação em curso. Por enquanto, o diretor continua na ativa, não marcou o dia da partida.

Eldorado 2- Um amigo jornalista me escreve para comentar o artigo ?Voz do Brasil pode ser flexível?, publicado aqui mesmo neste Comunique-se. Fez questão de destacar: o líder e precursor da resistência à obrigatoriedade da veiculação do programa foi ele, João Lara Mesquita. Justiça seja feita.”