Thursday, 30 de May de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1289

Folha de S.Paulo


"Promotoria exige da Globo contas de campanha", copyright O Estado de S. Paulo, 16/8/00

"A promotoria da Infância e Juventude do Ministério Público Estadual requisitou à Rede Globo informações sobre a destinação do dinheiro arrecadado pela campanha Criança Esperança nos últimos cinco anos. De acordo com o MPE, embora nunca tenha havido denúncia de irregularidade, a sociedade precisa saber da campanha, que se realiza há 15 anos.

A direção da emissora disse ao Estado, por meio da Central Globo de Comunicação (CGCom), estranhar a iniciativa, porque o dinheiro é repassado diretamente ao Unicef. ‘A Globo promove um show e veicula as chamadas para doações diretamente na conta do Unicef’, afirmou a emissora.

Em Brasília, o Unicef confirmou isso e informou que presta contas anualmente. O diretor de setor privado do Unicef, Jair Grava, disse que a entidade está aberta a qualquer investigação. Nos últimos 12 anos, disse, o Criança Esperança arrecadou cerca de US$ 40 milhões (R$ 72 milhões), o que já financiou 4.570 projetos.

A promotora Patrícia Pimentel de Oliveira disse que não existe lei que obrigue a Globo a prestar contas. ‘Mas, como o MP é defensor da sociedade, achamos que já era hora de saber quais são as entidades beneficiadas.’ O MP informou que recebe telefonemas de pessoas que desejam saber como é usado o dinheiro arrecado.

A promotora e coordenadora de Apoio à Infância e Juventude do MP, Maria Amélia Barreto Peixoto, acredita que não deverá problemas. ‘Se existisse alguma distorção, ela já teria aparecido, afinal, são 15 anos.’ (Colaborou Chico Araújo)"