Monday, 20 de May de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1288

Jornalistas condenados

A Universidade Long Island anunciou, em 16/3, as reportagens vencedoras do prêmio George Polk, uma das mais tradicionais premiações de jornalismo dos Estados Unidos. O prêmio, que leva o nome de um repórter da TV CBS morto enquanto cobria a guerra civil grega, será entregue aos vencedores durante solenidade marcada para 18 de abril.

Segundo matéria do website de notícias Yahoo News (18/3/00), o prêmio de melhor reportagem nacional foi para Jason DeParle, do New York Times, por suas análises sobre a reforma do governo de bem-estar social no estado de Wisconsin.

Três jornalistas da agência de notícias Associated Press levaram o prêmio de reportagem internacional por sua série de matérias sobre assassinatos em massa cometidos por soldados norte-americanos no início da guerra da Coréia.

O repórter Kevin Carmody, do Daily Southtown, também foi premiado por reportagens que requeriam pesquisa histórica. Ele mostrou que o governo sabia mas escondeu as mortes e doenças causadas a trabalhadores de uma empresa que ficaram expostos a metais tóxicos.

O jornal The Los Angeles Times ganhou seu segundo Polk consecutivo, desta vez pelas reportagens de Paul Watson sobre a guerra de Kosovo. Studs Terkel, escritor, historiador e profissional de rádio por mais de 40 anos, ganhou o prêmio Polk por seus anos de carreira.

Eis os outros prêmios e seus vencedores:

Reportagem financeira: Ellen Schultz, do Wall Street Journal

Editoriais: New York Daily News

Reportagem de criminalidade e justiça: Ken Armstrong, do Chicago Tribune

Reportagem médica: Andrea Gerlin, do Philadelphia Inquirer

Reportagem televisiva local: WWOR-TV, no estado de Nova Jersey

Reportagem regional: Todd Richissin (repórter) e Andre Chung (fotógrafo), do Sun Baltimore

Reportagem televisiva internacional: Olenka Frenkiel, Giselle Portenier e Fiona Murch, do BBC News

Prêmio Polk Especial: Arquivo de Segurança Nacional, que conseguiu a liberação de documentos importantes como as correspondências de Kennedy e Krushechev durante a crise dos mísseis em Cuba.