Friday, 19 de July de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1297

Penthouse mal das pernas

TELETIPO

A revista erótica Penthouse provavelmente não terá este ano faturamento suficiente para pagar as contas. Um série de medidas, entre as quais adoção de papel de pior qualidade e diminuição do marketing de assinaturas, será adotada para diminuir o déficit. Foram demitidos em fevereiro 39 empregados ? 26% do total. A concorrência com a internet e revistas novas menos explícitas, como Maxim e FHM, ajudou a derrubar a Penthouse. Sua circulação, que já foi de 4,7 milhões de exemplares, não ultrapassou a casa dos 652 mil em 2001, informa Mathew Rose [The Wall Street Journal, 1/4/02].

A polícia do Zimbábue mantém presa a jornalista Peta Thornycroft, que investigava a ação de milícia governista contra oposicionistas em região cerca de 300 quilômetros a sudeste da capital Harare. Ela foi interrogada durante horas por autoridades, mas não lhe foi explicado qual delito teria cometido. O mais provável é que se enquadre na genérica lei que proíbe “publicação de falsa informação”. Jonathan Moyo, ministro da Informação, acusou recentemente os jornalistas independentes do país de fazerem “propaganda americana”, depois que jornais noticiaram que os EUA aumentariam as sanções contra o regime de Robert Mugabe. Segundo o Guardian [29/3/02], o ministro também ameaçou processar o único diário privado do Zimbábue, por publicar a “falsidade deliberada” de que há pressão internacional por eleições.