Friday, 14 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1292

Pequenos e livres

E-NOT?CIAS

JORNAIS ESTUDANTIS

Os pequenos jornais escolares dos Estados Unidos estão seguindo a tendência dos principais jornais, e aderindo à internet. Em Nova York, um dos líderes é o Spectator, jornal da Stuyvesant High School que ganhou versão online em outubro. Segundo Lynette Holloway [The New York Times, 21/3/01], agora o Spectator é publicado uma semana na rede, outra no papel.

Além dos estudantes, beneficiados por poderem consultar programação escolar e eventos culturais, pais e ex-alunos têm utilizado o sítio <www.stuyspectator.org>. A Fundação New York Times também se mobilizou, uma vez que o processo de impressão é caro para muitas escolas ? como a Stuyvesant. A fundação treinou os estudantes, contando com Stevem Knowlton, professor da Universidade de Hofstra, e Karen Freeman, editora do Times.

A internet apresenta problemas complexos aos educadores. Estes querem que alunos tenham liberdade de expressão, mas às vezes se mostram cautelosos com o que os estudantes querem publicar.

Os tribunais concederam a publicações estudantis uma certa liberdade e responsabilidade. Não pode haver censura mesmo se o foco for a própria escola, mas muitas publicações, como a da Stuyvesant, estão sujeitas a revisões dos diretores, de acordo com as normas estipuladas pela Suprema Corte em 1988. Muitas escolas têm, ainda, um conselheiro que aprova o jornal antes de sua publicação.

HACKER BRAZUCA

Hackers desativaram o sítio da Associated Press na madrugada do dia 21 de março, instalando um banner que dizia "Propriedade de HFURY." Dominic Perella, supervisor da AP em Nova York, onde ocorreu o incidente, disse à Reuters (21/3/01) que não comentaria o ocorrido.

O Dotcom Scoop, grupo voltado a evento nos setores de internet e tecnologia, afirmou em seu sítio, no dia da invasão, que os vândalos fazem parte de um grupo brasileiro que assume a responsabilidade pela desfiguração de um total de 134 websites.

Volta ao índice

e-Notícias ? próximo texto

Mande-nos seu comentário