Friday, 14 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1292

Ricardo Boechat

ASPAS

"O quadro Covas", copyright O Globo, 13/1/2001

"A luta contra o câncer que Mário Covas enfrenta há dois anos tornou-se desigual. Mesmo admitindo a piora de seu estado de saúde, as informações médicas de ontem mantiveram-se no limite da cautela com que o assunto deve ser abordado em público, diante do drama vivido pelo paciente e por sua família.

Entre os clínicos que assistem o governador, entretanto, os últimos exames confirmaram graves suspeitas.

Covas está com células de câncer no cérebro e também no abdômen.

A análise de seu liquor encefálico identificou células cancerosas, ao mesmo tempo em que uma tomografia mapeou alterações cerebrais compatíveis com o tumor que ele desenvolvera na bexiga há dois anos.

A pressão resultante desse fenômeno é a origem da dor de cabeça que Covas sentiu esta semana e da confusão mental que o acometeu na quarta-feira. Para tentar interromper tal processo, Covas poderá vir a ser medicado com radioterapia e quimioterapia no sistema nervoso central.

Em sua primeira cirurgia para extirpar um tumor, realizada em fins de 1998, Covas deveria ter feito seis ciclos de quimioterapia, mas o tratamento foi interrompido na terceira, pois ele apresentou forte arritmia cardíaca.

Se a nova série quimioterápica vier a acontecer, sua duração mínima será de 15 dias, tempo em que o governador terá que permanecer afastado de suas funções, sob internação hospitalar."

Volta ao índice

Jornal de Debates ? próximo texto

Jornal de Debates ? texto anterior


Mande-nos seu comentário