Sunday, 03 de March de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1277

Um pouco de irreverência na TV

CORRESPONDENTE JOVEM

Há alguns anos, Ashleigh Banfield era uma apresentadora local de Dallas que às vezes arriscava cantar em uma banda de rythm & blues chamada Tommy Hyatt and the Haywires. Na semana passada, ela falava de Islamabad, no Paquistão, como a principal correspondente além-mar da MSNBC.

Assim, tornou-se talvez a personalidade dos noticiários mais comentada desde 11 de setembro. Sua posição pouco usual surpreende pela pouca experiência internacional e pela idade. Trata-se de uma jovem apresentadora para um público jovem, que não quer a formalidade de Peter Jennings ou Jim Lehrer. Ashleigh divide o palco com correspondentes de guerra experientes, como Christiane Amanpour, da CNN, e Bob Simon, da CBS. A ascensão da moça deixa algumas pessoas pouco à vontade, até na própria NBC. Segundo Jim Rutenberg [The New York Times, 29/10/01], muitos acham que a âncora de 33 anos atingiu o topo rápido demais.

Erik Sorenson, presidente da MSNBC, disse que aqueles que julgam sua emissora pelo tamanho da audiência não estavam avaliando corretamente, pois o público jovem é o interesse prioritário da empresa e, o mais importante, dos anunciantes. "Ela é uma ótima comunicadora e tem a idade da audiência que queremos", disse Sorenson. A "campanha" de Ashleigh começou na cobertura das eleições presidenciais do ano passado. Alguns admiraram sua irreverência e a inovação que trouxe à imagem da mulher na TV noticiosa americana.

Com os ataques de 11 de setembro, Ashleigh ganhou ainda mais projeção. Coberta de poeira, continuou reportando do World Trade Center durante todo o dia. A jovem é atualmente a jornalista mais visível da nova geração da TV americana, com um estilo leve, voltado para espectadores despreocupados com as autoridades e interessados mais em "infoentretenimento" do que em acordos de paz no Oriente Médio. A fórmula, pelo que indicam os índices de audiência, está funcionando.

    
    
               

Mande-nos seu comentário