Tuesday, 25 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1293

Vingança do IRA

MONITOR DA IMPRENSA

GRÃ-BRETANHA

O ataque a bomba de dissidentes republicanos ao estúdio da BBC pode ter sido vingança por um episódio do programa Panorama, sobre o bombardeio de Omagh, ocorrido em 1998, afirmou um policial antiterrorista da Scotland Yard, em 4 de março.

A polícia disse que o programa, exibido no ano passado, pressionou grupos dissidentes da Irlanda, incluindo o Real IRA, responsabilizado pelo atentado de Omagh, que custou 29 vidas. Panorama, segundo reportagem de Stewart Tendler [The London Times, 5/3/01], citou uma série de suspeitos. Alan Fry, comissário-assistente da Scotland Yard e chefe do Setor Antiterrorista, disse que a última explosão, ocorrida nas redondezas da central da BBC em Wood Lane, zona oeste de Londres, era parte de uma campanha de "ataques homicidas" do Real IRA.

A BBC, segundo Dry, era vista como instituição britânica e parte da infra-estrutura do país. "Não podemos ignorar o fato de ter sido a BBC a responsável por levar ao ar o Panorama, o que sem dúvida agitou os terroristas", afirmou Fry. Na semana passada, o programa ganhou três prêmios nacionais de jornalismo televisivo. A última vez em que a BBC foi alvo de atentados na Grã-Bretanha foi em março de 1973, quando o IRA Provisório realizou quatro ataques em um único dia.

JORNAL GRATUITO

No dia 5 de março, o grupo de mídia sueco Metro International anunciou o lançamento de seu diário gratuito, Metro, em Barcelona. A cidade espanhola é a 18a no mundo a receber o jornal, disponível em estações de ônibus e metrôs, com tiragem de 200 mil cópias.

Contando com a região suburbana, Barcelona tem população de mais de 5 milhões de pessoas e mercado anual de anúncios de mais de US$ 380 milhões, disse a Metro. Na semana retrasada, uma edição em francês de Metro foi lançada em Montreal, no Canadá.

Volta ao índice

Monitor da Imprensa ? próximo texto

Monitor da Imprensa ? texto anterior

Mande-nos seu comentário